Trabalhador da cultura de Pará de Minas terá que se cadastrar em secretaria estadual para receber Auxílio emergencial

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em julho o governo federal anunciou que trabalhadores da cultura também seriam contemplados com o Auxílio Emergencial, pagando a estes profissionais três parcelas no valor de R$ 600. Como os eventos culturais, educacionais e de lazer foram suspensos por tempo indeterminado devido a pandemia do novo coronavírus, o dinheiro chega em boa hora para estes trabalhadores que desde março estão impossibilitados de realizar seu trabalho.

Inicialmente, a Lei Aldir Blanc destinaria R$ 600 mil para a Prefeitura de Pará de Minas, através da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Institucional, realizar o depósito para estes trabalhadores, que antes terão que fazer um cadastro junto ao Município. Inclusive foi disponibilizado um servidor da Secretaria para auxiliar os profissionais.

Podem se inscrever acrobatas, arte educadores, artesãos, artistas plásticos, atores, apresentador circense, bailarinos, bordadeiras, camareiras, cantores, capoeiristas, cineastas, cinegrafistas, compositores, contadores de histórias, cozinheiro tradicional, dançarinos, desenhistas, designer gráfico, Dj’s, doceiros, dubladores, escritores, escultores, editores de imagem, foliões de reis, fotógrafos, locutores, maquiadores, músicos, palhaços, radialistas, stripers, tatuadores. Já entre os espaços culturais, que podem receber de R$ 3 mil a R$ 10 mil, estão incluídos academias de dança, bandas musicais, bandas e fanfarras comunitárias, curso de teatro, feiras de artesanatos, feiras literárias, festivais de teatro e dança, grupos teatrais, sedes das folias de reis, entre outros.

Mas agora chega uma novidade e os profissionais também terão que se cadastrar junto à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, como explica a diretora de Cultura, Isabel Faria:

Isabel Faria
isafarauxemest1

Já as pessoas jurídicas receberão diretamente da verba que chegou ao Município e por isso não precisam se cadastrar junto ao governo estadual:


Isabel Faria
isafarauxemest2

Tanto o cadastro da pessoa física como da jurídica passará por um criterioso processo até a liberação do valor, caso ocorra:

Isabel Faria
isafarauxemest3

Os espaços culturais, bandas e grupos poderão receber verbas de participação em eventos, que serão realizados, mesmo que virtualmente, por cada município:

Isabel Faria
isafarauxemest4

O cadastro junto ao Município pode ser feito AQUI. Já o cadastramento de acesso aos benefícios da lei emergencial na Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, para pessoa física, deve ser feito AQUI.

Quem quiser mais informações pode procurar a Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Institucional pelo telefone (37) 3231-7780.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!