Animais na pista: acidente na MG 431 perto de Caetano Preto mata boi e causa muitos danos em veículo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Quando o condutor assume a direção de um veículo a primeira regra é ter atenção. Nas rodovias então, ele precisa trafegar em alerta máximo. Além de seguir as leis de trânsito corretamente é preciso ficar atento a problemas como pista ruim, obras na rodovia e os animais na pista.

O perigo é constante, já que muitos proprietários não se preocupam em investir em cercas e portões para trancar os animais. Por isso é comum a presença de cavalos e bois nas rodovias, especialmente nas estaduais.


Na noite de terça-feira, 2 de abril, na rodovia MG 431, próximo a entrada da comunidade de Caetano Preto, zona rural de Pará de Minas, um carro bateu em um boi que estava parado na via. O motorista teve apenas escoriações leves, mas o prejuízo material no veículo foi grande. Além disso, o boi machucou muito e teve que ser sacrificado.

Incidentes como este são pouco divulgados, porém frequentes. Sobre este assunto, a reportagem do Portal GRNEWS conversou com o cabo Vandeir, da 7ª Companhia de Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE), que repassar algumas dicas importantes para os condutores de veículos. A primeira é quando o motorista se deparar com animais de pequeno porte:


Cabo Vandeir
cabovandeiranimais1

Quanto aos animais de maior porte, a situação se complica. É que aumentam as chances de ocorrência de acidente grave, causando vítimas fatais:

Cabo Vandeir
cabovandeiranimais2


Há casos em que o motorista se depara com o animal já morto na via. De acordo com o cabo Vandeir é importante que o local seja sinalizado:

Cabo Vandeir
cabovandeiranimais3

Bovinos e equinos nas rodovias são responsabilidade do proprietário. Caso seja denunciado que o animal escapou da propriedade e a polícia encontre o dono, ele será penalizado:

Cabo Vandeir
cabovandeiranimais4

Há ainda outras dicas importantes. A Polícia Militar Rodoviária Estadual pede que o condutor não buzine e nem ligue o farol alto, para não assustar o animal que estiver na pista da rodovia.


Caso não seja possível parar e retirar o animal da pista, há formas de avisar outros motoristas que vem à frente. Pisque os faróis para os veículos que estiverem no sentido oposto e faça um sinal com a mão pra baixo, mostrando quatro dedos. Na linguagem da estrada, você está avisando que há animais na pista e os dedos representam as patas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!