Crise e inverno fazem aumentar procura por tecidos e muitos deixam de lado as fraldas descartáveis

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

tecidos_panos220616a
Com o advento da crise econômica do país, muitos paraminenses estão optando por confeccionar algumas roupas ao invés de comprar nas lojas. Com o dinheiro cada vez mais curto, toda economia é bem vinda.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Outros fatores que também contribuíram para o aumento da venda de tecidos foram: a chegada do inverno e a realização das tradicionais festas desta época. Tudo aumentou a demanda pelas roupas típicas da estação.

tecidos_panos220616b
Além de escolher a cor e o tipo de tecido de sua preferência, o consumidor consegue produzir o próprio modelo de roupa e com as medidas certas do corpo, sem a necessidade de qualquer ajuste.

O empresário Fernando Lúcio da Silva, proprietário da Loja das Fábricas, afirma que o costume de confeccionar roupas, reduz os custos consideravelmente.

tecidos_panos220616
Acrescenta que em tempo de crise muitas pessoas estão trocando as fraldas descartáveis pelas tradicionais fraldas de tecido de algodão, para economizar e adequar o orçamento mensal:

Fernando Lúcio da Silva
vtfernandolucio1

fernando_lucio_da_silva220616
Diz ainda que alguns tipos de tecidos estão sendo muito procurados pela clientela. Em Pará de Minas existem fábricas produzindo tecidos de boa qualidade e que podem ser encontrados no comércio:

Fernando Lúcio da Silva
vtfernandolucio2

tecidos_panos220616c
Alguns profissionais estão produzindo roupas, lençóis, edredons, toalhas, entre outros. Este fato relembra a época em que a industrialização ainda não havia sido consolidada e as peças de vestuário, cama, mesa e banho eram fabricadas de forma artesanal. Isso agrada aos consumidores que querem peças únicas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!