SAMU completa um ano com balanço positivo e Pará de Minas contará com UTI Móvel. Veja dados de atendimentos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


No dia 7 de junho do ano de 2017 começou a funcionar em Pará de Minas e outros 53 municípios da região que aderiram ao convênio para contar com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O serviço é oferecido através do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste (CIS-URG OESTE), sediado em Divinópolis. Para isso foi montada uma moderna Central de Regulação com equipamentos.

Todas as chamadas para o SAMU são direcionadas para esta central e um médico atende as solicitações e passa todas as orientações. Nos casos de urgência e emergência a ambulância mais próxima é acionada.

As equipes de socorristas trabalham no atendimento das situações de emergência com rapidez para que vidas sejam salvas. Toda a estrutura montada em rede vem trabalhando para atender a população.

O projeto estava sendo elaborado há muito tempo e o início das atividades sempre era adiado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Sempre o mesmo dilema: a falta de recursos financeiros.

Em Pará de Minas cada equipe do SAMU conta com um motorista e um técnico em Enfermagem. Ao todo, são quatro turnos que atendem as chamadas todos os dias, durante 24 horas por dia.

Neste mês de junho o SAMU completa um ano de funcionamento em toda a região. O novo serviço de assistência continua sendo melhorado a cada dia para que as demandas sejam atendidas da melhor forma possível.

A reportagem do Portal GRNEWS teve acesso aos números do SAMU no município de Pará de Minas. Os dados estatísticos comprovam que o serviço traz muitos benefícios para a população paraminense.

Os dados obtidos junto a Assessoria de Comunicação do SAMU mostram todos os serviços prestados em Pará de Minas entre o dia 7 de junho de 2017 e o dia 24 de maio de 2018.

Nesse período foram 1.319 orientações médicas; 272 saídas de ambulância sem atendimento; 2.082 pessoas atendidas no município, sendo 190 por Unidade de Suporte Avançado e 1.892 por Unidade de Saúde Básico.

Foram efetuados 1.328 atendimento por causas clínicas; 30 por causas pediátricas; 575 com traumas; 53 por causas psiquiátricas e 96 por causas obstétricas.

O levantamento também mostra os atendimentos realizados por faixa etária; Foram 48 para crianças de até um ano; 60 para aquelas com idade entre 2 e 9 anos; 165 atendimentos para crianças e jovens com idades entre 10 e 19 anos; 629 atendimentos para quem tem entre 20 e 40 anos; 560 para pessoas na faixa etária de 41 a 60 anos e realizados 620 atendimentos para paraminenses com mais de 60 anos.

No período foram atendidas 1.082 pessoas do sexo masculino e exatas 1.000 do sexo feminino. Desse total de atendimentos, 340 foram pelo código vermelho; 1.589 pelo amarelo e 153 classificadas no código verde.

Para realizar todos estes atendimentos no município de Pará de Minas as equipes do SAMU contaram com o apoio da Polícia Militar por duas vezes; do Corpo de Bombeiros em cinco situações e contou com o apoio da Unidade de Suporte Avançado em quatro ocasiões.

O bom trabalho realizado pelo SAMU no município de Pará de Minas é reconhecido e elogiado pela população que confia no serviço e também por pessoas que estão envolvidas diretamente neste convênio.

É o caso de Paulo Duarte, secretário municipal de Saúde. Para ele o balanço do serviço na cidade é muito positivo. O trabalho vem passando por várias adaptações e ampliações, incluindo transferências de pacientes entre unidades de saúde:


Paulo Duarte
samu1anopauloduarte1

Muitas dificuldades ainda são enfrentadas pelo serviço. O município de Pará de Minas já foi habilitado para receber uma UTI Móvel e a base do SAMU passará por algumas adaptações para receber o novo veículo:

Paulo Duarte
samu1anopauloduarte2

Outro que se manifestou sobre o trabalho do SAMU em Pará de Minas foi Marcos Campolina, coordenador da equipe de resgate voluntário Anjos do Asfalto, trabalha em parceria com o SAMU. Ele diz que esse atendimento integrado, que também envolve o Corpo de Bombeiros, melhorou ainda mais a assistência à população de toda a região:


Marcos Campolina
samu1anomarcoscampolina

O telefone do SAMU é o 192. Vale lembrar que os atendimentos envolvem uma grande estrutura mantida com recursos públicos. Por isso é importante que não sejam aplicados trotes.

O SAMU deve ser acionado em casos de fortes dores no peito, convulsões, acidentes de trânsito com fraturas, intoxicação ou envenenamento, queimaduras graves, perda de consciência, trabalhos de parto, sangramentos e hemorragias.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE