Comerciantes entregam ofício a Elias Diniz pedindo a reabertura do comércio; prefeito responderá na segunda

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O prefeito Elias Diniz (PSD) recebeu nesta sexta-feira (3) em sua casa os presidentes da Associação Empresarial de Pará de Minas (Ascipam) José Misael de Almeida e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Nilton Ferreira de Oliveira. Eles levaram ao chefe do Executivo municipal um ofício assinado por centenas de comerciantes pedindo pela reabertura do comércio em geral.

Somente os estabelecimentos considerados essenciais estão funcionando devido a pandemia do novo coronavírus (COVID-19). No primeiro momento o prefeito Elias Diniz editou um decreto municipal definindo as diretrizes para o funcionamento do comércio. Depois passou a seguir o decreto estadual, cuja Secretaria de Estado de Saúde confirmou ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) que o isolamento social permanecerá no Estado até pelo menos dia 13 de abril. Por outro lado, o governador Romeu Zema (Novo) disse que tem o dever de orientar os prefeitos para preservar a vida dos mineiros, mas que a decisão sobre a abertura ou não do comércio deve ser tomada pelos gestores municipais, sem colocar em risco a saúde da população.

Por meio de nota, a Ascipam informou que os dois presidentes reforçaram “o apelo dos lojistas” que tem que abrir as portas, uma vez que precisam pagar as contas e os funcionários.

Os lojistas também estão dispostos a funcionar de modo especial neste período, segundo a Ascipam, com o objetivo de retomar o varejo. E garantem que tomarão os cuidados necessários com a clientela e os trabalhadores.

Ainda de acordo com Nilton Ferreira de Oliveira há risco de demissões em massa caso o comércio continue fechado.

O prefeito Elias Diniz (PSD) pediu prazo até segunda-feira (6) para avaliar a situação e se posicionar. Ele analisará se é possível fazer um novo decreto alterando formas de funcionamento das lojas.e prestadoras de serviço. Também  avaliará a possibilidade de reabertura das empresas possa impactar diretamente no aumento de casos da doença em Pará de Minas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!