Prefeitura contrata empresa em caráter emergencial para perfurar 200 novos túmulos no Cemitério Santo Antônio

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A falta de espaço no Cemitério Municipal Santo Antônio é questionada por vereadores e paraminenses há alguns anos. Desde 2015 há expectativa de construir um novo local de sepultamentos em Pará de Minas, mas entra gestão e sai gestão, a situação continua a mesma.

Em novembro de 2018, pela falta de espaço, o prefeito Elias Diniz (PSD) sugeriu que os sepultamentos fossem realizados nos cemitérios dos distritos, o que assustou alguns vereadores.

O Portal GRNEWS noticiou em agosto de 2019 que o Município realizou uma licitação e contratou a Planum Planejamento e Consultoria Urbana Ltda. por R$ 220 mil para serviços técnicos especializados de assessoria e consultoria na área de exploração dos serviços funerários na cidade. Foi definido então que o Município ficaria responsável pela construção do novo cemitério no bairro Nossa Senhora de Fátima.

Após novas reuniões e definições, o prefeito Elias Diniz disse ao Portal GRNEWS que as obras estavam previstas para janeiro de 2020, o que não aconteceu.

Para continuar atendendo a população, novos túmulos foram adquiridos no fim de janeiro. São gavetas, tampas de fechamento e de concreto compradas pelo valor de R$ 238.400,00.

Agora, um novo documento foi publicado pelo Município. A prefeitura contratou por Dispensa de Licitação a empresa FEARP Construções Ltda. que irá perfurar túmulos no Cemitério Municipal Santo Antônio por R$ 67.182,00. A empresa tem três meses para executar o serviço, considerado de caráter emergencial. A empresa contratada contará com o trabalho de cinco homens para perfurar 200 novos túmulos no período de três meses.

Ao Portal GRNEWS, o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano Dimitri Gonçalves explica que a dispensa é autorizada quando o Município decreta Situação de Emergência em Saúde Pública, como aconteceu após o decreto em razão do surto de doença respiratória, o novo coronavírus (COVID-19):


Dimitri Gonçalves
dimitritumulos1

Ainda segundo levantamentos, o Cemitério Municipal Santo Antônio ainda comporta a perfuração de 400 túmulos, o que significa em média um ano de operação no local. O estudo foi feito por engenheiros, arquitetos e técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!