Adilson Batista que chefiava o combate à Dengue é demitido e dispara contra a gestão municipal

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Com um ano e seis meses de mandato a administração do prefeito Elias Diniz (PSD) já passou por várias mudanças. As alterações continuam e mais uma foi registrada esta semana.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O chefe do setor de combate a Endemias, Adílson José Batista, vinha executando um trabalho considerado excelente no combate a Dengue, mas foi demitido do cargo.

Ele estava no segundo escalão da atual gestão e teve o trabalho reconhecido pela maior parte da população paraminense que sofreu com uma grave epidemia de Dengue no ano de 2016.

Vários mutirões de limpeza aconteceram em diferentes bairros, priorizando as áreas mais críticas apontadas pelos resultados do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa).

Os agentes de combate a Endemias visitavam as casas com panfletos informativos e entregavam sacos de lixo para recolhimento de recipientes que pudessem acumular água parada.

Foi intensa a luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e Zika. Houve a redução do índice de infestação que no passado chegou a 6,9% por causa das caixas d’água dentro das residências.

As equipes de combate a endemias trabalharam intensamente na limpeza de margens de ribeirões e córregos. A população sempre era convocada para apoiar e eliminar o risco de um novo surto de dengue no município.

Adilson José Batista, agora ex-servidor da prefeitura, falou sobre sua saída da função. Aproveitou para agradecer a todos que o apoiaram, especialmente a população paraminense. Disse que ficou revoltado, pois estava apenas cumprindo o que foi determinado pelo prefeito.

Lamentou a saída do ex-secretário municipal de Saúde, Gilberto Denoziro, e disse que o atual ocupante da pasta não deveria estar na função e atualmente manda mais na cidade que o próprio chefe do Poder Executivo:

Adilson José Batista
demissaoadilsonjosebatista1

Lembrou que durante a administração do ex-prefeito Inácio Franco (PV) trabalhou de forma séria e conseguiu excelentes resultados. Na atual gestão o esforço foi o mesmo, mas as metas não foram atingidas por falta de mão-de-obra:

Adilson José Batista
demissaoadilsonjosebatista2

Ressaltou que os gestores atuais não vieram para melhorar a situação do município, mas para complicar ainda mais. Agradeceu a todos os agentes de saúde e de combate a endemias pelo apoio:

Adilson José Batista
demissaoadilsonjosebatista3

Por último, Adílson José Batista explicou que foi usada uma ata de um Comitê Consultivo de Combate a Dengue contra ele. No documento consta que o ex-chefe de combate a Endemias teria falado mal da atual administração:

Adilson José Batista
demissaoadilsonjosebatista4

A reportagem do Portal GRNEWS procurou a administração municipal para se manifestar sobre a demissão do servidor Adilson José Batista. A resposta veio por meio de nota encaminhada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Pará de Minas.

Veja a íntegra
“Em respeito à privacidade e à preservação de questões particulares, a Prefeitura de Pará de Minas não se manifesta sobre a exoneração de servidores, um ato previsto no Estatuto do Servidor, a juízo da autoridade competente.

No caso, cabe apenas a afirmação de que as atribuições do servidor em questão serão exercidas normalmente, garantindo a continuidade do trabalho.”

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE