Moradores definem como avanço as novas propostas de melhorias e construções em Meireles

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Repercute em Pará de Minas a nova proposta feita pela Prefeitura de Pará de Minas à comunidade de Meireles. Além de investir R$ 1,5 milhão da multa da Vale em melhorias no distrito, o Município pretende construir uma escola de ensino infantil e fundamental que pode chegar a custar R$ 3 milhões. A informação foi publicada pelo Portal GRNEWS e o prefeito Elias Diniz (PSD) destacou que será a maior instituição de ensino construída em uma comunidade rural pertencente a Pará de Minas.

Todos os detalhes foram repassados em uma reunião que contou com a participação dos setores de engenharia e obras da prefeitura, o promotor de Meio Ambiente da Comarca de Pará de Minas Delano Azevêdo Rodrigues e também representantes da comunidade.

Elias Diniz disse que do valor total destinado a Meireles, quase R$ 1 milhão seriam utilizados na reforma da escola, e que, portanto, o restante do dinheiro não daria para realizar as outras melhorias. Por isso, após um estudo com a Gestão Fazendária, ficou definido que a construção de uma nova escola ficaria sob responsabilidade financeira da prefeitura.

Porém, a instituição de ensino só pode ser construída no local que abriga o campo de futebol de Meireles. Aos moradores, ele disse ainda que a licitação pode até mesmo começar nos próximos 10 dias. O Portal GRNEWS ouviu um dos representantes da comunidade, Rodrigo Campos, que falou sobre o encontro com o prefeito:


Rodrigo Campos

rodrigocamposnovaescmei1

Inicialmente os moradores da comunidade gostaram da ideia mas pretendem discutir mais sobre o assunto, afinal, a comunidade ficará sem campo para prática esportiva.

Eles comemoram ainda os R$ 500 mil que seriam utilizados na compra de vacinas, mas serão destinados para investimentos educacionais em Meireles:

Rodrigo Campos
rodrigocamposnovaescmei2

Os moradores também querem garantias que o Município realmente construirá a escola e tudo deve ser feito por meio de um acordo entre comunidade, Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e Prefeitura:

Rodrigo Campos
rodrigocamposnovaescmei3

Os moradores tem prazo até quarta-feira, 4 de agosto, para responder à prefeitura sobre as novas propostas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!