Vacina pentavalente acaba rápido e não há previsão de chegada de nova remessa a Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Portal GRNEWS divulgou na segunda-feira, 27 de janeiro, que às Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a Policlínica Municipal Nossa Senhora da Piedade receberam doses da vacina pentavalente. Durante boa parte do dia, as salas de vacinação ficaram lotadas de mães, pais, avós e tias que foram correndo levar os bebês para serem imunizados contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e haemophilus influenza tipo b.

Muitos pais que não sabiam que a vacina havia chegado aos postos, foram procurar as salas na manhã desta terça-feira (28) e a resposta dos profissionais da Saúde era sempre a mesma. As vacinas acabaram e não há previsão de quando chegarão novamente.

Diante da gravidade da situação, já que os bebês devem tomar a vacina aos dois meses com reforço aos quatro e seis meses, a reportagem do Portal GRNEWS procurou a Secretaria Municipal de Saúde para saber porque as doses da pentavalente acabaram tão rápido.

Isso porque, desde outubro de 2019 o município aguarda a chegada da vacina, que é de responsabilidade do governo de Minas Gerais. Nesta semana, 340 doses foram entregues em Pará de Minas e acabaram rapidamente.

Mesmo estando em contato direto com o setor responsável da Secretaria de Estado de Saúde, o secretário municipal Wagner Magesty confirma ao Portal GRNEWS que não tem previsão de novas remessas. Ele faz ainda uma crítica ao governo estadual:


Wagner Magesty
wagnermagestypenta1

Um encontro na Gerência Regional de Saúde (GRS) em Divinópolis acontecerá nesta quarta-feira, 29 de janeiro, e será possível ter uma previsão da chegada de novas remessas da vacina pentavalente em Pará de Minas. A demanda atual de Pará de Minas é de 1.100 doses.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!