Procon recomenda que Cemig e Águas de Pará de Minas não cortem luz e água de inadimplentes durante pandemia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Procon de Pará de Minas fez mais duas recomendações nesta semana. Após divulgar que está fiscalizando estabelecimentos comerciais que por ventura estejam vendendo álcool em gel com preços abusivos, agora é a vez da Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG) e a concessionária responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto na cidade, Águas de Pará de Minas, receberem dois ofícios.

Neles a recomendação é que as empresas se “abstenham de efetuar o corte do fornecimento de água e luz dos consumidores inadimplentes”. Esta abstenção deve valer durante a vigência do Decreto Municipal nº 11.035/2020 que declara Situação de Emergência em Saúde Pública no município.

Segundo o coordenador do Procon, Bruno Soares de Souza, a medida representa o comprometimento da empresa com o bem-estar dos consumidores que estão em quarentena e também com as diretrizes da autoridades de saúde:


Bruno Soares de Souza
brunosoaresrecceag1

O documento já foi enviado às duas empresas e é uma recomendação, ou seja, fica a critério das concessionárias acatar o pedido do Procon.

A reportagem do Portal GRNEWS solicitou posicionamentos sobre a recomendação do Procon Municipal junto as assessorias de comunicação da Águas de Pará de Minas e Cemig. Mas as manifestações não foram enviadas até esta publicação.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!