Procon fiscaliza estabelecimentos suspeitos de abuso no preço de álcool gel e máscaras; seis lojas foram denunciadas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Procon de Pará de Minas, em parceria com a Comissão de Defesa do Consumidor da 19ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), tem feito fiscalizações nos estabelecimentos comerciais de vários segmentos. O objetivo é coibir e reprimir práticas comerciais consideradas abusivas.

A população tem feito denúncias e ajudado nestas fiscalizações. Desde o dia 16 de março, cinco farmácias e uma loja de produtos de maquiagem foram denunciadas por supostamente venderem álcool gel e máscaras com preço mais caro que o praticado normalmente.

Os proprietários dos estabelecimentos apresentaram notas fiscais de compra dos produtos que mostraram uma variação de preços de 100 a 396%. Segundo os fabricantes, a matéria prima está em falta no mercado, por isso o aumento nos preços.

Segundo o coordenador do Procon, Bruno Soares de Souza, com base nas informações coletadas no local, não foi possível confirmar que os estabelecimentos praticaram realmente o abuso nos preços. Por isso, estas empresas não foram notificadas, porém o órgão continua atento:

Bruno Soares de Souza
brunosoaresfiscalag1


Mesmo estando com quadro reduzido de servidores em respeito às determinações dos governos estadual e municipal, o Procon continua as fiscalizações e pede que a população colabore denunciando. Se possível, é importante também enviar fotos:

Bruno Soares de Souza
brunosoaresfiscalag2

As denúncias e reclamações podem ser enviadas para o e-mail procon@parademinas.mg.gov.br. O consumidor também pode ligar nos telefones (37) 3231-9292 ou 3231-9226.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!