Presidente da ASCIPAM lamenta morte, revela medo dos comerciantes e não vê saída para a criminalidade

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O município de Pará de Minas registrou mais um bárbaro assassinato na noite do sábado, 21 de outubro. A população ficou chocada com a brutalidade e crueldade dos bandidos.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O comerciante José Dimas Pereira, o Juninho, de 58 anos, trabalhava normalmente na rua das Orquídeas, bairro Castelo Branco, quando chegaram ao estabelecimento dois indivíduos em uma moto CB 300 dourada.

De acordo com testemunhas, um dos indivíduos chegou com a arma em punho e anunciou o assalto. O proprietário do comércio se aproximou do criminoso e tentou segurá-lo pelas costas. Nesse momento foi efetuado um disparo para o alto.

Em seguida o autor atirou contra a vítima, acertando a cabeça do comerciante. Após o crime o marginal saiu da pizzaria e seguiu para a rua Vitória Régia, onde um comparsa o aguardava. Os dois assaltantes fugiram de moto pela rua Orquídea sentido ao Centro de Pará de Minas.

A vítima foi socorrida com vida e levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Porém, não resistiu aos ferimentos e faleceu. O médico plantonista constatou a perfuração na cabeça.

Policiais militares fizeram rastreamento intenso, mas até o momento nenhum suspeito foi encontrado. O corpo do comerciante foi sepultado no Cemitério Santo Antônio no domingo (22).

A tragédia abalou a sociedade paraminense e o clima é de medo por causa da insegurança. Comerciantes, funcionários e os clientes estão temerosos com a audácia dos bandidos e o aumento da violência.

Sobre este crime bárbaro e outros que preocupam os comerciantes paraminenses, a reportagem do Portal GRNEWS conversou com José Misael de Almeida, presidente da Associação Empresarial de Pará de Minas (ASCIPAM). Ele lamenta o trágico fato que vitimou Juninho da pizzaria e cita que crimes em estabelecimentos comerciais vem se tornando rotina na cidade:

José Misael de Almeida
insegurancajosemisael1

Ressalta que infelizmente a violência vem crescendo assustadoramente. Os atos criminosos têm atingido até mesmo creches e escolas onde as crianças estão estudando enquanto os pais trabalham. Chegou a afirmar que não sabe que caminho seguir para sanar o problema da falta de segurança:

José Misael de Almeida
insegurancajosemisael3

Para ele a sociedade vem invertendo os valores e alguns adultos estão ensinando crianças a cometer furtos em estabelecimentos comerciais. Isso é retratado em vídeos que circulam livremente pelas redes sociais.

Acrescenta que o avanço da criminalidade vem dificultando a contratação de mão-de-obra para o comércio no período noturno. Os colaboradores temem sair de casa para trabalhar e não voltar mais:

José Misael de Almeida
insegurancajosemisael4

Explica que o projeto de monitoramento de pontos estratégicos da cidade através das câmeras do Olho Vivo está sendo analisado pelo prefeito Elias Diniz (PSD). O chefe do Poder Executivo Municipal pretende implantar a Cidade Digital para que sejam utilizados recursos tecnológicos para Polícia Militar identificar prontamente as pessoas e os veículos suspeitos:

José Misael de Almeida
insegurancajosemisael2

O projeto Olho Vivo será uma grande ferramenta de auxílio no combate à criminalidade. Há anos a proposta vem sendo ventilada e até o momento ainda não saiu do papel.

As ações dos criminosos vêm ocorrendo mesmo os comerciantes investindo em sistemas internos de câmeras, alarmes e até seguranças particulares. A situação é muito preocupante.

Como é impossível estar em todos os lugares do município, a Polícia Militar sempre realiza blitz e operações para combater as ações criminosas. Também são atendidos os chamados da população pelo telefone 190.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!