Como aplicar melhor o 13º salário e bonificações de fim de ano? Economista dá dicas para investir

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Com a chegada do fim do ano as pessoas curtem os momentos em família, aproveitam para viajar e muitas vezes acabam se endividando. Dados mostra que a inadimplência aumenta muito a cada início de ano.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

É que as pessoas se esquecem que nos primeiros meses do ano precisam pagar tributos como IPVA, Seguro Obrigatório (DPVAT), Taxa de Licenciamento, comprar material escolar e quitar a matrícula escolar para quem tem filhos ou estuda em estabelecimentos de ensino particulares.

Em Pará de Minas as guias do IPTU começam a ser quitadas pelos contribuintes a partir de do mês de abril, mas na maioria dos municípios este imposto também deve ser pago a partir do mês de janeiro, o que causa grande impacto na receita mensal das famílias.

Sem pensar nesses compromissos futuros, muitas pessoas gastam excessivamente nas comemorações de fim de ano e depois ficam sem condições de arcar com as dívidas contraídas. Isso justifica o aumento da inadimplência no começa do ano.

Por esta razão o economista Eduardo de Almeida Leite recomenda muito cuidado aos trabalhadores que recebem dinheiro extra no fim de cada ano, como 13º salário e bonificações específicas pagas por algumas empresas.

Destaca que é possível curtir as festas de fim de ano e ao mesmo tempo investir parte desse dinheiro extra. Existem boas opções no mercado financeiro. Outra dica é guardar dinheiro para os impostos obrigatórios a serem pagos em janeiro:


Eduardo de Almeida Leite
eduardoinvestir1

Antes de gastar o 13º salário ou bonificações recebidas o trabalhador deve fazer um planejamento para o ano seguinte e colocar no papel todas as despesas previstas, e sendo possível ainda deixar uma reserva para aquelas imprevistas:

Eduardo de Almeida Leite
eduardoinvestir2

Para os contribuintes que residem no Estado de Minas Gerais, o governo já divulgou a tabela com valores a serem pagos do IPVA e Taxa de Licenciamento de veículos referentes ao exercício 2018. Lembrando, que o proprietário de veículo automotor também precisa pagar o Seguro Obrigatório (DPVAT) no mês de janeiro, entre tantas outras contas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!