Sem dinheiro, Secretaria de Cultura cancela concurso literário para publicar livro inédito

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O município de Pará de Minas respirou cultura e literatura entre os dias 11 e 13 de abril. A Casa da Cultura foi palco da 8ª ParaLiteratura: Feira de incentivo à leitura que reuniu escritores, editores e claro, os amantes da literatura brasileira e internacional.

O evento contou com contação de histórias, palestras, rodas de conversa, apresentações artísticas e a feira do livro com milhares de exemplares vendidos a preços populares. Foi realizado na Casa da Cultura, Teatro Municipal Geraldina Campos de Almeida e escolas da cidade.

Como parte da programação da ParaLiteratura também é realizado o Concurso de Publicação de Livro Inédito. A primeira edição foi em 2017 e um verdadeiro sucesso. Centenas de escritores enviaram seus textos para a Secretaria Municipal de Cultura, que junto à Câmara Mineira do livro, escolhe a melhor história e publica o livro. A Prefeitura arca com todos os custos de impressão dos livros e distribuição. “Pés sujos de Tereza – Primavera de Trapos” é de Alzira Maria Ribeiro Araújo e foi o primeiro título publicado no Concurso.

A expectativa era para a segunda edição, mas a Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Institucional publicou o cancelamento do 2º Concurso de Publicação de Livro Inédito da 8ª ParaLiteratura, por falta de dinheiro para arcar com os custos do concurso.

O cancelamento se dá pelo edital nº 01, de abril do ano passado, que seria feito por meio de uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que garantiria recursos para a feira e a premiação.

Por “questões relativas à ausência de repasses financeiros constitucionais por parte do Governo do Estado de Minas Gerais, ficou impossibilitado de efetuar e concretizar a premiação”, foi a justifica da Prefeitura, que informou ainda que a feira foi parcialmente realizada com apoio da iniciativa privada e pela disponibilização de pessoas e suportes técnicos da Secretaria.

Os escritores que enviaram suas obras podem procurar a Secretaria de Cultura para pegar as cópias impressas e digitais até o dia 30 de agosto. Após o prazo os originais serão destruídos.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!