Fernando Pimentel anuncia liberação de recursos para início das operações do SAMU que atenderá Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O governador Fernando Pimentel determinou nesta quarta-feira, 22 de fevereiro, a liberação de R$ 3,3 milhões para a implantação do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) na região, que vai atender os casos de urgência e emergência e garantir o atendimento de cerca de 1,26 milhão de habitantes, distribuídos em 54 municípios. O anúncio foi feito em Divinópolis, Território Oeste, durante a entrega de 35 viaturas à 7ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) para policiamento urbano, rural, rodoviário e de meio ambiente.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O despacho governamental, assinado por Fernando Pimentel, define como prioridade o investimento na instalação do SAMU, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), em parceria com o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste, beneficiando as regiões de saúde de Bom Despacho, Divinópolis, Santo Antônio do Monte, Formiga, Itaúna, e Pará de Minas, Santo Antônio do Amparo e Campo Belo.

Em Pará de Minas a base para receber as ambulâncias do SAMU já está pronta e foi entregue no dia 30 de dezembro de 2016, pelo ex-prefeito Antônio Júlio de Faria, mesma data em que ele entregou o prédio concluído da UPA 24 Horas, que assim como o SAMU, ainda não entrou operação para beneficiar a população paraminense.

“Nosso objetivo é tentar chegar ao final do mandato com o SAMU implantado em todas as regiões de Minas Gerais. Com esse decreto, nós podemos ativar o SAMU Oeste, que vai atender a 54 municípios na região. É muito importante garantir tranquilidade, garantir assistência médica para toda a região. Dentro de uns 30 dias, talvez, ele já vai estar funcionando. As ambulâncias estão aqui, temos que mobilizar as equipes que já estão treinadas e trazer mais ambulâncias novas, que estão para ser entregues, dependendo apenas da ordem que vai ser dada a partir de agora, com o recurso que o Estado colocou”, afirmou o governador em seu discurso.

Pimentel explicou a ação do Estado em colocar em funcionamento o sistema mesmo sem a contrapartida da União. “O Ministério da Saúde ainda não credenciou o SAMU Oeste, mas nós não podemos esperar mais. As pessoas precisam do atendimento. Então, o que o Estado está fazendo? O Estado está antecipando a cota dele, junto com os municípios, que também terão que comparecer com a parte do custeio, e vamos colocar o SAMU em funcionamento, esperando que neste ano ainda o Ministério da Saúde credencie e aí alivie um pouco o Estado e os municípios, sobrando recursos para a gente colocar o SAMU em outras regiões”, disse.

Trabalho
O governador destacou o trabalho que vem sendo realizado pela nova gestão para superar a crise financeira e conseguir avançar nas políticas públicas para a população. “Não é prometer mágica, porque ninguém faz mágica. Nós estamos enfrentando no Brasil a pior crise da história da República: política, econômica, institucional, tudo junto. Mas nós estamos num estado que está funcionando. As pessoas precisam perceber isso. O colapso dos serviços públicos em estados vizinhos a Minas Gerais é visível, está nas páginas dos jornais e nos noticiários da televisão, da segurança pública, da saúde, da educação. Aqui as coisas estão funcionando e custa muito sacrifício para os servidores públicos do nosso Estado e para o governo do nosso estado manter as coisas funcionando, tamanha a crise que o Estado e o Brasil estão enfrentando”.

Pimentel ressaltou que o maior desafio é encontrar soluções para sair da crise. “Criticar é fácil. Eu quero saber é como achar solução para os problemas. Aqui nós estamos solucionando pelo menos dois graves problemas da região Oeste: segurança pública e o SAMU, que foi colocado em funcionamento. Tem outros? Claro, tem muitos, mas nós vamos aos poucos, com paciência, com serenidade, levantando a cada dia e fazendo aquilo que o mineiro sabe fazer de melhor, que é trabalhar”, finalizou. Com informações da Agência Minas

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!