Descarte incorreto de lixo faz aumentar casos de Dengue e número de bota-fora cresce em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em meio à pandemia do novo coronavírus os mineiros não podem e nem devem esquecer de uma outra doença causada por um mosquitinho que já fez milhares de vítimas nos últimos anos em Minas Gerais.

Até a semana passada foram registrados 81.433 casos suspeitos de Dengue, 2.046 de Febre Chikungunya e 424 de Zika vírus em todo o estado. Em relação a óbitos, estão confirmados nove e há outros 47 em investigação para Dengue.

O Aedes aegypti continua por aí, nos lares, empresas e lotes vagos e cada um deve fazer sua parte. O Portal GRNEWS adiantou após apurar junto a Secretaria de Estado de Saúde (SES), que desde a segunda quinzena de junho foram registrados 40 casos somente em Pará de Minas.

O número é considerado baixo em relação a boletins anteriores, porém já esperado pois estamos em período seco e é a partir de agora que todos devem se conscientizar e estar atentos.

Devido a vários fatores, incluindo medo do novo coronavírus e registros de criminosos se passando por servidores da Secretaria Municipal de Saúde, muitos paraminenses não estão recebendo os agentes de combate a endemias. Isso pode se tornar um problema se a pessoa não cuida da própria casa, como explica a gerente de Vigilância Ambiental Michele Laila Rodrigues.

Ela lembra ainda que todos os agentes fizeram os exames que diagnosticam o novo coronavírus e todos testaram negativo para a doença:

Michele Laila Rodrigues
michelelrdeng1

Divulgação/ASCOM Prefeitura de Pará de Minas-MG

Mesmo em meio à pandemia, a Vigilância Ambiental também notou aumento no número de bota-fora na cidade. Muitas pessoas têm descartado incorretamente o lixo, inclusive móveis e eletrodomésticos, em qualquer lugar e isso se torna rapidamente um criadouro para o Aedes aegypti:

Michele Laila Rodrigues
michelelrdeng2

A Vigilância também aceita denúncias de lotes e quintais sujos, além de bota-fora na cidade. Basta ligar para o telefone (37) 3231-7722.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!