Mais um preso em ação do MP para combater chacreamentos irregulares na região de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Muitas famílias sonham em adquirir uma propriedade rural para aproveitar o período de descanso durante os feriados e os finais de semana. Mas, se não for tomadas as devidas precauções esse sonho pode virar um pesadelo.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A Promotoria de Justiça do Meio Ambiente da Comarca tem trabalhado no combate aos chacreamentos irregulares na região de Pará de Minas. O objetivo é combater práticas ilegais nesses empreendimentos.

Um empreendedor do ramo já foi preso e cumpriu pena na penitenciária Dr. Pio Canedo por desrespeitar a lei e não regularizar os imóveis comercializados em Itaúna. As chácaras não foram vendidas com a infraestrutura necessária.

A legislação exige que os empreendedores registrem todas as documentações na prefeitura, no Cartório de Registro de Imóveis e nos respectivos órgãos ambientais. Também é obrigatória a instalação de água e energia elétrica.

Porém, alguns empresários apenas prometem estruturar os chacreamentos e nunca cumprem. De acordo com o promotor de Justiça e curador do Meio Ambiente da Comarca de Pará de Minas, Delano Azevedo Rodrigues, um segundo chacreador foi preso há cerca de duas semanas e o alerta já foi dado há muito tempo:


Delano Azevedo Rodrigues
chacreamentosdelano1

Os prejuízos para a população e para o meio ambiente são grandes com a implantação dos chacreamentos irregulares. Por isso é importante que vendedores e compradores tenham consciência de que a atividade é criminosa:

Delano Azevedo Rodrigues
chacreamentosdelano2

O chacreador preso já tinha sido avisado e não levou em consideração os alertas recebidos. Ele ainda investiu em um segundo empreendimento e foram reunidas provas para solicitar a prisão preventiva. A pena dele pode chegar a até 10 anos de prisão:

Delano Azevedo
chacreamentosdelano3

Os contratos de compra e venda não propiciam segurança jurídica para os compradores. O correto é exigir uma escritura registrada em cartório e com toda a infraestrutura já implantada nas propriedades:

Delano Azevedo
chacreamentosdelano4

No próximo dia 2 de dezembro, a partir das 15 horas, será realizada no auditório do Sindicato Rural Patronal, uma reunião com todos os chacreadores e os compradores de chácaras na região de Córrego do Barro, em Pará de Minas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!