Paraminenses podem procurar Unidades Básicas de Saúde em qualquer época do ano para vacinar contra o sarampo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em 2016 o Brasil recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo, mas dois anos depois o perdeu, devido a quantidade de casos da doença. Atualmente há surtos em São Paulo, Rio de Janeiro e no Pará. Em Minas Gerais, em 2019, foram registrados quatro casos da doença.

A única forma de prevenir o sarampo, doença infecciosa transmitida por tosse, fala, espirro e respiração, é se imunizando.

A vacina é segura e eficaz na prevenção, de acordo com especialistas. A Tríplice Viral que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba é tomada pela primeira vez aos 12 meses de idade. Já aos 15 meses a pessoa recebe a Tetra Viral, que é a segunda dose e protege ainda contra a varicela.

Até agora o estado imunizou 74,14% de mineiros e a estimativa é que quase quatro milhões de cidadãos ainda não estão vacinados contra o sarampo em Minas Gerais.

Como não há casos registrados em Pará de Minas não está programada uma campanha. Porém doses da vacina estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) durante todo o ano e qualquer pessoa entre 1 e 49 anos pode se imunizar, como explica o secretário Municipal de Saúde Paulo Duarte:

Paulo Duarte
pauloduartesarampo1


Entre os sintomas da doença estão a febre com tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido, mal-estar intenso e manchas vermelhas no corpo. Quem já tomou uma dose não precisa se imunizar:

Paulo Duarte
pauloduartesarampo2

Em todas as UBS’s há uma sala de vacinação onde a dose pode ser tomada. O horário de funcionamento é de 8 às 15h30 de segunda a sexta-feira.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!