Casos confirmados de Covid-19 aumentam 45% em 30 dias em Pará de Minas que não segue regras do Minas Consciente

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Pará de Minas chegou a 668 casos confirmados de COVID-19 na sexta-feira, conforme mostrou boletim atualizado pela Secretaria Municipal de Saúde na sexta-feira, 16 de outubro. Nova atualização deve acontecer nesta segunda (19). Comparando os números de um mês atrás, em 16 de setembro, a cidade teve aumento de 26% no número de casos suspeitos, sendo que naquela época eram 3.298 notificações e hoje são 4.413 casos considerados suspeitos, já que os pacientes chegaram a uma unidade de saúde com sintomas gripais.

Já em relação aos casos confirmados, o aumento foi ainda maior, de 45% em apenas um mês. Em 16 de setembro a cidade tinha 460 casos e atualmente são 668. Quanto aos óbitos, eram 11 no mês passado e 15 nesta semana, aumento de 36%.

Como também oi publicado pelo Portal GRNEWS, nesta semana nova deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 do governo estadual manteve Pará de Minas na Onda Amarela do plano Minas Consciente. Tanto a macrorregião na qual a cidade está inserida como na microrregião, da qual Pará de Minas é sede, continuam na Amarela.

Analisando os indicadores da Secretaria de Estado de Saúde (SES) que mostram como está a incidência de COVID-19 nos municípios e quais estratégias devem ser adotadas para evitar a propagação do novo coronavírus, Pará de Minas deve ficar na Onda Amarela por cerca de 28 dias, ou seja, a onda sugerida pelo Comitê para a próxima semana permanece a mesma, caso a cidade estivesse de fato cumprindo estritamente o plano estadual ao qual o município aderiu. Assim, Pará de Minas fica por pelo menos mais 15 dias nesta etapa.

Mesmo tendo aderido ao plano estadual em 20 de julho, Pará de Minas segue parcialmente ao plano. É que o Portal GRNEWS tem recebido muitas manifestações em relação ao funcionamento dos bares com algum tipo de entretenimento. No novo Minas Consciente, esta categoria está incluída apenas na Onda Verde, considerada a fase três do plano, quando bares e restaurantes podem funcionar normalmente e ainda oferecer shows aos clientes. Como está na Amarela, o recomendado é abrir o bar mas não promover shows por exemplo.

Outra manifestação vem dos promotores de eventos que não podem realizar casamentos e aniversários na Onda Amarela, a não ser que tenha público de no máximo 10 pessoas. Eles reclamam que os bares estão ficando lotados devido também aos shows ao vivo, mas eles não podem fazer as festas, que na maioria das vezes são frequentadas por parentes e amigos mais próximos.

Ainda analisando dados da SES, o Portal GRNEWS apurou que a letalidade da COVID-19 em Pará de Minas é de 2,52%. A maioria dos pacientes que foi a óbito tinha algum fator de risco.

Quando aos casos confirmados, a maioria tem entre 30 e 39 anos, é mulher e se declarou da cor branca. Dos casos registrados na cidade, 90,17% ficou em isolamento domiciliar e 9,83% teve que ser hospitalizado.

Pará de Minas tem atualmente 42,55% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados, e 23,40% é com pacientes diagnosticados com COVID-19.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!