Saúde dos olhos: oftalmologista alerta que crianças podem ficar no máximo duas horas por dia em frente às telas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Não é de hoje que especialistas alertam sobre os problemas na visão de crianças por causa das telas, seja de celular, tablet, computador e televisão. A miopia, por exemplo, que é a dificuldade para enxergar de longe, tem aparecido cada vez mais cedo nas crianças.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2020 cerca de 35% da população mundial será míope, e em 2050 o número poderá alcançar 52% se nada for feito. As crianças estão entre as mais vulneráveis.

Por isso há campanhas e divulgações dos problemas causados pelo excesso de tempo passado em frente às telas.

Dados da Sociedade Brasileira de Oftalmologia revelam que além da miopia, o excesso de telas pode causar pontos secos no olho, ardência, lacrimejamento e vermelhidão. Estudos mostram que 70% das crianças e jovens fazem uso da internet ao menos uma vez ao dia, 20% das crianças em idade escolar tem algum problema de visão e 50 milhões de brasileiros apresentam distúrbios oculares.

Uma pesquisa do Conselho Brasileiro de Oftalmologia mostrou que aumentou de 10 para 20% o número de crianças que usam óculos de grau nos últimos dez anos.

Por isso é importante que os pais ou responsáveis por crianças estejam sempre atentos ao tempo em frente às telas. O oftalmologista Rodrigo Magno é quem faz o alerta:

Rodrigo Magno
rodrigomagnousotelas1

A epidemia de miopia pode ser prevenida, sem deixar as crianças sofrendo sem filmes, desenhos animados e vídeos dos artistas preferidos.

A Sociedade Brasileira de Oftalmopediatria recomenda que até os dois anos as crianças não tenham contato com eletrônicos. Entre dois e cinco anos, até uma hora por dia e a partir dos cinco anos de idade, duas horas no máximo.

O ideal é intercalar esse tempo com um momento de descanso e brincadeiras:

Rodrigo Magno
rodrigomagnousotelas2

O ideal é mesmo prevenir e evitar ficar tanto tempo exposto às telas. Há também outras dicas dos especialistas, como piscar mais vezes quando existe o ressecamento ou usar colírios lubrificantes, dimensionar a distância do celular já que o ideal é ficar ao menos 40 centímetros do rosto e a tela do computador deve estar sempre alinhada em direção aos olhos.

O oftalmologista Rodrigo Magno atende na Clinmed Medicina Especializada, localizada na Avenida Presidente Vargas, 164, Vila Raquel, em Pará de Minas. Consultas podem ser agendadas pelo telefone é o (37) 3231-6020. A Clinmed oferece descontos especiais para associados Jadapax Cuidar e atende usuários dos convênios Unimed e Amil, entre outros.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!