Proprietários rurais aprendem construir fossa de evapotranspiração e reutilizar a água da pia e chuveiro

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (EMATER-MG) firmou mais uma parceria com a Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA PANGEIA) e elaborou um projeto importante.


Nesta quinta-feira, 16 de agosto, foi realizado um Dia de Campo para auxiliar moradores dos imóveis na zona rural a resolverem o problema de esgotamento sanitário.


Muitas fossas sépticas estão irregulares e por isso jogam dejetos em leitos de rios e ribeirões. Sem atender as normas técnicas, os lençóis freáticos são contaminados e os prejuízos ambientais são grandes.


Foi feita a demonstração de como construir um tanque de evapotranspiração. Trata-se de uma fossa que recebe os resíduos coletados do vazo sanitário. O trabalho aconteceu em um sítio na comunidade de Paivas.


O projeto já existe há muitos anos e foi adaptado para atender melhor a demanda das propriedades rurais. O objetivo foi mostrar o sistema aos representantes de cada comunidade rural.


Também foi apresentado o círculo de bananeira. A água coletada do chuveiro e da pia foi canalizada e reutilizada na produção de bananas. Uma forma muito inteligente de reuso da água.


De acordo com Jane Terezinha Leão, coordenadora técnica de Saneamento Ambiental da EMATER-MG, a fossa de evapotranspiração é composta por restos de materiais de construção e pneus usados:


Jane Terezinha Leão
fossajaneterezinha

Segundo Márcio Stoduto de Melo, coordenador técnico estadual da EMATER-MG, explica que os dejetos produzidos serão eliminados pela evapotranspiração e os nutrientes direcionados para as plantas:


Márcio Stoduto de Melo
fossamarciostodutodemelo

Kênia Lasmar de Moura, extensionista da EMATER-MG, afirma que 43 pessoas representaram várias comunidades rurais para que o projeto seja propagado em toda a zona rural. O projeto é barato e eficiente:


Kênia Lasmar de Moura
fossakenialasmar

Osmar Diniz, proprietário do sítio onde foi ministrado o curso, ficou muito satisfeito com a construção da nova fossa. Ele terá um sistema ecologicamente correto que durará no mínimo 20 anos sem a necessidade de manutenção:


Osmar Diniz
fossaosmardiniz

Os interessados em conhecer o projeto de construção da fossa por evapotranspiração poderão procurar o escritório da EMATER-MG em Pará de Minas, localizado nas dependências do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz, no bairro Papa João Paulo II.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE