Paraminenses esqueceram de tomar segunda dose da vacina contra Covid-19 e Saúde faz apelo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em janeiro desde ano teve início a vacinação contra a Covid-19 em Pará de Minas. Desde então o Ministério da Saúde entrega ao Governo de Minas Gerais, que por sua vez repassa aos municípios mineiros as remessas de vacinas, que dão continuidade ao Plano Nacional de Imunização (PNI).

Pará de Minas já recebeu doses da CoronaVac, desenvolvida pela chinesa Sinovac e fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan; da AstraZeneca, criada pela Universidade de Oxford e produzida pela Fiocruz; e da Pfizer em parceria com a BioNTech.

A cidade já recebeu 23.179 doses para a D1 e 11.654 para a D2. Destas, 23.143 foram aplicadas na primeira, e 8.860 pessoas receberam a segunda dose. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 24,7% da população paraminense tomou a 1ª dose e 9,5% está imunizado contra a Covid-19, ou seja, recebeu as duas doses.

E assim como no restante do país, muitos se esquecem de tomar a segunda dose, o que tira quase que totalmente a eficácia da vacina, como destacou a Referência Técnica da Secretaria, Ana Clara Teles Meytre:


Ana Clara Teles Meytre

anaclaratmeficsegdos1

Especialistas alertam ainda que além de aumentar a eficácia da vacina ao tomar a segunda dose, este reforço também ajuda a prolongar seus efeitos de proteção.

Além disso o alerta é que uma aplicação parcial pode favorecer versões mais resistentes do coronavírus. Pois uma suposta variante mais potente pode não resistir em um corpo que recebeu duas doses, porém, pode se proliferar em outro que só tomou uma.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!