Combustível em MG está entre os mais caros do Brasil e empresário defende reforma tributária para reduzir o preço

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Estado de Minas Gerais ocupa o quarto lugar no ranking nacional da gasolina mais cara do país. Segundo a ValeCard, empresa especializada em gestão de frotas, um levantamento foi feito e em junho a gasolina no estado custava em média R$ 4,87 nos postos, já em julho R$ 4.765 e R$ 4,728 em agosto.

O estado só perde para Acre, Rio de Janeiro e Pará. É que vários fatores contribuem para este encarecimento, como o valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), alinhamento de preços, custo do refino do petróleo e a geografia do estado.

Dando uma volta pela cidade é possível ver algumas promoções nos postos, mas mesmo assim a reclamação é geral entre os motoristas: a cada dia o álcool, gasolina e diesel sofrem reajustes, e sempre pra mais.

O empresário Geraldo Magela de Almeida, sócio-proprietário de uma rede de postos de combustíveis, sabe da posição de Minas Gerais neste ranking e critica o valor das alíquotas e impostos que encarecem o produto ao consumidor:

Geraldo Magela de Almeida
geraldomagelagasolcara1


Geraldo Magela de Almeida vê na reforma tributária a salvação tanto para empresários como para os consumidores, que muitas vezes pagam pelos erros passados.

Mas alguns governos, como o de Minas Gerais, não tem dinheiro e veem nestes impostos uma ajuda para quitar as dívidas:

Geraldo Magela de Almeida
geraldomagelagasolcara2

Há anos Geraldo Magela de Almeida e a família trabalham com postos de combustíveis na cidade e também na região. Ele conta que a situação tem piorado a cada ano e serviços como lavagem gratuita, calibragem

Geraldo Magela de Almeida
geraldomagelagasolcara3

O governo federal realmente estuda uma reforma tributária porém ela não deve sair do papel tão cedo. É que há muitas divergências sobre o assunto e um projeto só deve ter finalizado e entregue à Câmara dos Deputados para apreciação no próximo semestre.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!