Caso suspeito de H1N1 em Pará de Minas ainda está sendo investigado, informa secretário de saúde

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

vacina_gripe1
Continua a campanha de vacinação contra a gripe em Pará de Minas, mas em todos os postos de saúde estão faltando doses para atender o público-alvo. O governo enviou para o município uma quantidade insuficiente de vacinas. Esse ano o procedimento foi antecipado em algumas regiões do país.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Devem ser vacinados os profissionais da área de saúde, idosos acima de 60 anos, crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto e portadores de doenças respiratórias crônicas.

O objetivo é imunizar cerca de dezessete mil pará-minenses contra a gripe. Dessa forma será possível garantir a saúde da população e prevenir a vinda do vírus H1N1, o qual já provocou diversas mortes pelo Brasil.

De acordo com Cléber de Faria Silva, secretário municipal de Saúde, o governo do estado já enviou mais um lote de doses que deverão atender a demanda. Ele explica que este ano não haverá sobras como em campanhas anteriores:

Cléber de Faria Silva
clebfar_vcngr1

Sobre a suspeita de um caso de H1N1 em Pará de Minas, ele informou que tudo está sendo investigado e não existe nenhum diagnóstico definitivo. Por isso é importante aguardar para que a Secretaria Municipal de Saúde se pronuncie:

Cléber de Faria Silva
clebfar_vcngr2

Algumas medidas simples ajudam a evitar a gripe. A principal delas é a lavagem das mãos. Porém, os médicos recomendam o uso do álcool gel e evitar ambientes fechados e com aglomeração de pessoas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!