Selo Azul: município mineiro que reduzir consumo de água potável será reconhecido pelo governo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O governador Romeu Zema (Novo) sancionou no último dia 9 de agosto e está em vigor desde sábado (10) a Lei 23.371 que criou o Selo Azul. Ele incentiva o controle e a redução do consumo de água potável pelos municípios mineiros. Com isso as cidades que reduzirem o índice de perdas no sistema de abastecimento recebem o selo.

O projeto visa conscientizar especialmente as pessoas para que façam uso consciente da água. Muitos municípios mineiros continuam enfrentando escassez de abastecimento e a Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou a iniciativa dada a necessidade de conservação dos recursos hídricos.

O Selo Azul reconhecerá a eficiência do sistema de abastecimento que reduz as perdas. Para o biólogo José Hermano de Oliveira Franco que é também presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Pará (CBH-Pará) esta é uma iniciativa importante, mas os municípios deverão de fato promover campanhas para conscientizar a população:


José Hermano de Oliveira Franco
josehermanoseloazul1

Desde que assumiu o abastecimento de água e tratamento de esgoto em Pará de Minas, o Grupo Águas do Brasil investe pesado em equipamentos e infraestrutura. O objetivo é reduzir os índices de perda no abastecimento e isso pode contribuir para o município receber o selo. Mas José Hermano de Oliveira já adianta: todo mundo tem que fazer sua parte:

José Hermano de Oliveira Franco
josehermanoseloazul2

Os critérios para conceder o Selo Azul aos municípios serão estabelecidos em regulamento ainda não publicado pelo governo estadual. E um sistema integrado de informações sobre o abastecimento de água nos municípios também será criado para que todos possam ter acesso aos dados.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!