Aberta licitação para definir empresa que analisará viabilidade de novo cemitério e serviço funerário em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Cemitério Santo Antônio é um problema antigo e motivo de reclamação por muita gente. Sendo o único de Pará de Minas, foi feito um estudo simples que mostrou que a partir de 2020 não será mais possível fazer sepultamentos no local.

A atual coordenação do cemitério tem trabalhado nesta questão e algumas vielas foram transformadas em local para os túmulos, tudo com o objetivo de aumentar a vida útil da área.

No início deste ano, em entrevista ao Portal GRNEWS, o prefeito Elias Diniz (PSD) confirmou a superlotação e ainda sugeriu que os paraminenses sepultassem os parentes nos cemitérios dos distritos. A fala assustou a população e os vereadores que disseram na época não saber em quem acreditar, já que meses antes o procurador-geral do Município Júlio César de Oliveira havia dito que o cemitério teria espaço garantido para sepultamentos.

O prefeito disse em entrevistas que gostaria de contratar uma empresa para analisar a construção e gestão de um novo cemitério e até mesmo haver uma licitação para o serviço funerário, com o objetivo de novos concorrentes na cidade. Recentemente ele disse ao Portal GRNEWS que o novo cemitério será construído no bairro Nossa Senhora de Fátima, cujo terreno foi comprado na gestão do ex-prefeito Antônio Júlio de Faria (MDB).

E depois de muita espera foi publicado nesta segunda-feira, 12 de agosto, o edital para contratação de uma empresa que ficará responsável pelos serviços técnicos especializados de assessoria e consultoria na área de exploração de serviço funerário urbano e rural, administração do cemitério existente e construção do novo cemitério parque e velório em terreno do município.

A justificativa para o procedimento é elaborar levantamentos de todos os dados técnicos para enfim realizar a licitação para concessão do serviço funerário em Pará de Minas. A empresa vencedora por meio do pregão presencial deverá desenvolver o projeto básico e executivo do novo sistema e também de serviço funerário.

Ela deverá apresentar o relatório em quatro meses, a partir do recebimento da ordem de serviço. A Prefeitura buscou orçamentos e o valor máximo a ser pago será de R$ 248.961,00. Como a licitação é um pregão, vence quem oferecer o serviço pelo menor valor.

A licitação será realizada no dia 28 de agosto ás 9 horas na sede da Prefeitura de Pará de Minas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!