Prefeitura busca entendimento com sindicato para adequar cargos e salários de servidores da Educação

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Não é de hoje que servidores da Prefeitura de Pará de Minas anseiam por mudanças trabalhistas. Seja por uma adequação no cargo exercido ou até mesmo o cumprimento do piso salarial. O fato é que há conversas, mas nunca chegam a um consenso.

Servidores municipal da Educação se manifestaram no final de maio deste ano. Os profissionais foram para a porta da prefeitura e pediram maior valorização por parte do Executivo municipal. No mesmo dia o prefeito Elias Diniz (PSD) conversou com os representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público de Pará de Minas (SITRASERP) e disse que o motivo da defasagem salarial é o atraso nos repasses do governo estadual. Afirmou ainda que a partir de janeiro de 2020 poderá adequar os salários já que houve um acordo com o Governo de Minas para pagar os atrasados, que ultrapassam R$ 37 milhões.

Nos últimos dias mais um passo foi dado para resolver a questão destes profissionais. O Assessor de Assuntos Estratégicos, Wagner Magesty – que chegou para ajudar a administração municipal nestes impasses – tem se reunido com a diretoria do SITRASERP em busca de um acordo.

De acordo com Wagner Magesty algumas propostas foram encaminhadas ao sindicato que representa os servidores municipais, que ficou de analisar junto aos profissionais em uma assembleia:


Wagner Magesty
wagnermagestytania1

O assessor ainda garantiu que tudo será feito para adequar os cargos e salários dos servidores, e não só da área da educação. Há outros setores que precisam de adequações e mudanças.

Tudo isso poderá ser alterado desde que seja observado o caixa da Prefeitura pois há determinações de quanto pode ser gasto com a folha de pagamento. Wagner Magesty espera que o SITRASERP envie o resultado da assembleia o quanto antes.

Wagner Magesty
wagnermagestytania2

O reportagem do Portal GRNEWS entrou em contato com a presidente do SITRASERP Tânia Valeriano Chaves Leite. Ela informou que a proposta foi repassada aos servidores enquadrados no Professor Adjunto de Educação Básica(PAEB). Ela agora aguarda o posicionamento destes profissionais para enviar o resultado à Secretaria Municipal de Educação.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!