Instalação de drenos é solução para minimizar impactos de alagamentos durante temporais em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Basta chover um pouco mais forte por alguns minutos, várias regiões do município de Pará de Minas ficam alagadas. Em outros pontos as inundações invadem residências e estabelecimentos comerciais.

A rede pluvial do município é antiquada, não suporta a demanda e os gestores municipais que ocuparam o cargo de prefeito nas últimas décadas não se preocuparam em canalizar recursos nas esferas estadual ou federal, por meio de emendas parlamentares para resolver este problema que causa tantos transtornos e prejuízos.


As poucas obras executadas recentemente foram mal feitas, mal planejadas e precisam ser refeitas consumindo uma boa soma de dinheiro público municipal que poderia ser aplicado em outras áreas como saúde e educação.

É o caso da Rua Cardeal Hugolino, no bairro São Francisco, está interditada desde 27 de dezembro de 2018 quando caiu um temporal em Pará de Minas. Na gestão do ex-prefeito Antônio Júlio de Faria (MDB) o município gastou uma verba considerável para realizar obra naquele local. Bastou uma chuva mais forte para descer tudo por água abaixo. Para ficar apenas neste exemplo.

Na sexta-feira, 1º de março de 2019, novo temporal caiu em Pará de Minas no fim da tarde e os alagamentos puderam ser notados novamente na Praça Torquato de Almeida, Avenida Presidente Vargas, Rua Benedito Valadares, entre outros pontos da cidade.

Os paraminenses puderam presenciar pessoalmente ou registrar essas inundações por meio das redes sociais o caos depois de alguns minutos de chuva em alguns pontos da cidade. Diante de todos esses problemas, o discurso cômodo das autoridades é que está chovendo muito em menos tempo e não há rede pluvial que suporte tanta água. Mas ninguém investe para mudar essa situação. Existe uma máxima que diz que políticos não investem em saneamento porque a tubulação fica debaixo da terra e não dá votos. Por isso optam outras obras que saltam aos olhos do povo.


Durante reunião Ordinária realizada na Câmara Municipal de Pará de Minas na noite de quinta-feira, 7 de março, os vereadores criticaram a revitalização da Avenida Presidente Vargas, cujo obra eles aprovaram um empréstimo de R$ 3 milhões para obra sem saber nada do projeto. Agora dizem que se arrependeram porque não terá rede pluvial, vai cortar dezenas de árvores e só “maquiar” a avenida.

E não é só no Legislativo que o assunto continua rendendo no município. A população não quer mais passar por isso, os comerciantes dessas regiões que são alagadas constantemente não querem perder seus produtos.

Em meio a esse turbilhão de problemas, renasce uma ideia que pode minimizar ou até mesmo solucionar este problema de inundações e alagamentos em Pará de Minas.

O engenheiro e ex-secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Jurandyr de Faria Leitão sempre defendeu a construção de drenos, tanto nas residências, indústrias e nas vias públicas. É uma obra barata e que pode ajudar a reter e canalizar para o lençol freático a grande quantidade de água das chuvas:


Jurandyr Faria Leitão
jurandyrdreno1

O dreno é um tipo de tubulação geralmente enterrado sob o solo fazendo com que a água seja escoada. Mesmo que a construção já esteja pronta o engenheiro afirma que é possível fazer a drenagem:

Jurandyr Faria Leitão
jurandyrdreno2

O engenheiro conhece bem o projeto de revitalização da Avenida Presidente Vargas e fez sugestões à prefeitura para evitar os alagamentos que acontecem toda vez que chove:


Jurandyr Faria Leitão
jurandyrdreno3

Jurandyr Faria Leitão foi secretário municipal de Desenvolvimento Urbano nas gestões dos ex-prefeitos José Porfírio de Oliveira Filho (PV) e Antônio Júlio de Faria. Na secretaria a equipe do engenheiro fez um diagnóstico que mostrou as principais áreas de alagamentos no município e que a situação pode piorar nestes locais, caso nada seja feito para minimizar os problemas. O relatório mostrou que na falta de dinheiro para construir nova rede pluvial, os drenos são a melhor solução para minimizar os alagamentos atuais.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!