Concluída primeira etapa de licitações para pavimentar vias em Pará de Minas com habilitação de empresas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Portal GRNEWS adiantou no mês de julho, que várias ruas dos bairros Dom Bosco e São Luiz serão asfaltadas e outras localizadas no Grão-Pará e no Santa Edwirges serão calçadas. De acordo com a prefeitura, as vias possuem alto fluxo de veículos e transeuntes e há necessidade de fazer estes serviços de manutenção corretiva para manter a pista de rolamento em bom estado de uso.

No Dom Bosco serão asfaltadas as ruas Antônio Rocha, João Alexandre, Padre Zanor, Raimundo Mendes e a área da rotatória. Já no São Luiz e Santo Antônio, são as ruas Caxambu, Manoel de Souza e uma área de interseção, além da praça Santo Antônio.

A área total de pavimentação é de 21.209,35m² e o recapeamento asfáltico está orçado em R$ 1.024.836,94 com recursos próprios do município.

Já nos bairros Grão-Pará e Santa Edwirges, a prefeitura pretende calçar as vias. Receberão a pavimentação poliédrica as ruas Raimundo José de Almeida, José Evaristo de Carvalho, Osmar Lopes Guimarães, Conceição Maria Moreira, Avenida José do Amaral e uma rua ainda sem denominação no Grão-Pará. No Santa Edwirges receberá o calçamento a rua Luiz Gonçalves Davi.

Nestas, a área total é de 6.652,63m² e com recursos próprios do município a previsão de custo é de R$ 530.675,12.

O Portal GRNEWS apurou que a primeira etapa das licitações aconteceu na última sexta-feira (31). Para a pavimentação asfáltica nos bairros Dom Bosco e São Luiz, participaram oito empresas do processo licitatório. A LM Construções e Pavimentação Eireli., Terra Sul Ltda., Construtora Vega Ltda., EPAV Empresa de Pavimentação Ltda., e Rocha Ahcor Eireli estão habilitadas para dar prosseguimento ao processo, apresentado os documentos necessários previstos no edital.

Já a Urbsan Construções Eireli., Sempra Pavimentação Ltda., e Locpav Locação e Pavimentação Ltda., foram desabilitadas do processo pois não atenderam a itens do projeto básico do edital.

Diante da situação, foi aberto prazo recursal de cinco dias para que as empresas que não concordem com o resultado, abram um processo para análise.

Para a pavimentação poliédrica de vias nos bairros Grão-Pará e Santa Edwirges, cinco empresas participaram da primeira fase da licitação. Estão habilitadas a F. Abreu Construções Ltda., e a LM Construções e Pavimentação Eireli. Já a Urbsan Construções Eireli, Daniel S. dos Santos Construtora, e a Construtora Gente Feliz Ltda. foram desabilitadas também por não apresentaram a documentação exigida no processo.

Após cinco dias de prazo recursal, a Comissão Permanente de Licitações dará prosseguimento ao processo caso nenhuma empresa entre com recurso.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!