Nova adutora do rio Pará é semelhante à do Paraopeba e prefeito prevê que maior oferta de água atrairá empresas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

No dia 12 de fevereiro de 2021 o Portal GRNEWS mostrou a nova adutora do Rio Pará. Construída pela mineradora Vale como medida de reparação após o rompimento da barragem em Brumadinho, que afetou diretamente a captação de água no Paraopeba, o investimento foi de aproximadamente R$ 150 milhões. Os equipamentos captam água no rio, levam até a Estação de Tratamento de Água (ETA) no bairro Nossa Senhora das Graças, a água é tratada pela concessionária e distribuída aos imóveis paraminenses.

Durante dois meses a concessionária Águas de Pará de Minas fará a captação assistida junto à Vale, testando toda a estrutura e se houver algum problema, a mineradora fica responsável pela resolução.

Novamente uma comitiva da concessionária esteve na captação da adutora para avaliar o trabalho desenvolvido. Já são quase 30 dias de operação e os problemas apontados foram solucionados, como contou o superintendente Rodrigo Assad Macool:


Rodrigo Assad Macool

rodrigassadmacadrp1

Neste período a concessionária pôde também analisar e classificar o nível da água captada no rio Pará. Para Rodrigo Assad Macool, ela se assemelha à que era utilizada no Paraopeba antes do rompimento da barragem:

Rodrigo Assad Macool
rodrigassadmacadrp2


O prefeito Elias Diniz (PSD) também vistoriou o sistema da captação no rio Pará e já vislumbra que a maior oferta de água poderá atrair empresas para Pará de Minas no futuro:

Elias Diniz
eliasdinizfuturo040321

A água captada no rio Pará já é utilizada há semanas pelos paraminenses. Assim que terminar o prazo da operação assistida a adutora será entregue oficialmente ao Município que repassa à concessionária responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto em Pará de Minas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!