Setembro Amarelo alerta para casos de depressão e suicídio; psicóloga dá dicas de prevenção e autocuidado

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Brasil registra aproximadamente 12 mil casos de suicídios anualmente e mais de um milhão ocorrem no mundo inteiro. A triste realidade infelizmente está em todas as cidades brasileiras e registra cada vez mais casos. A maioria, 96,8%, segundo levantamentos, tinham algum transtorno mental como depressão, bipolaridade e abuso de substâncias.

Com objetivo de prevenir e reduzir estes números, desde 2014 a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e o Conselho Federal de Medicina realizam o Setembro Amarelo. Uma forma de falar sobre a prevenção a depressão e o suicídio, ajudando milhares de pessoas que passam por algum problema e pensar em dar fim às suas vidas, pois não conseguem mais lidar com a situação.

Para falar sobre o Setembro Amarelo e divulgar esta campanha que trata sobre o valor da vida, o programa Papo com Geraldo Rodrigues – PGR – desta quinta-feira, 3 de setembro, recebeu a psicóloga Marina Saraiva. O PGR é apresentado de segunda a sexta-feira, das 13 às 15 horas, pelo Portal GRNEWS, no canal do Youtube grnewsnoticias (Assista AQUI). Durante o programa todos podem participar com mensagens através do canal no Youtube ou pelo WhatsApp (37) 99915-0644.

A psicóloga explica que antes de qualquer coisa, é preciso se olhar no espelho, cuidar de si mesmo, para só então pensar em ajudar outra pessoa. Toda vida importa. Deve ser valorizada e cada um deve ter um tempo pra si:


Marina Saraiva
marsarsetamar1

A campanha Setembro Amarelo acontece no Brasil e em vários outros países. Inclusive foi no Colorado, nos Estados Unidos, após uma tragédia com um jovem de 17 anos que a iniciativa ganhou força.

Marina Saraiva destaca que a pessoa que pensa em suicídio pode não escancarar este desejo e muito menos deixar transparecer esta vontade. Por isso é preciso ficar atento a sinais:

Marina Saraiva
marsarsetamar2

Mas quais sintomas seriam estes? O próprio paciente consegue se autodiagnosticar e perceber que algo está errado? A psicóloga responde:


Marina Saraiva
marsarsetamar3

Já no familiar ou amigo é mais fácil perceber que algo está errado. Há fatores de risco que podem desencadear alguma doença mental:

Marina Saraiva
marsarsetamar4

E é possível prevenir algum transtorno mental ou até mesmo fazer algo enquanto estiver pensando no pior? Marina Saraiva deu dicas importantes:

Marina Saraiva
marsarsetamar5

Abaixo você assiste a entrevista completa da psicóloga Marina Saraiva durante o programa Papo com Geraldo Rodrigues – PGR – apresentado de segunda a sexta-feira, das 13 às 15 horas, pelo Portal GRNEWS, no canal do Youtube grnewsnoticias.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!