Idosa é internada e família fica três dias sem notícias; HNSC confirma falha na comunicação

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Há 11 anos o Portal GRNEWS divulga diariamente o que acontece em Pará de Minas. São notícias relevantes a toda população, com questionamentos pertinentes, fazendo os leitores pensarem, e mostrando o que acontece na cidade, seja coisa boa ou problemas enfrentados pelos paraminenses.

Mais uma vez a reportagem do Portal GRNEWS foi chamada para um verdadeiro desabafo de uma paraminense. Joana D’Arc Altivo é servidora pública e perdeu o marido há 43 dias. Inicialmente havia suspeitas de ele ter contraído o novo coronavírus, mas após o óbito foi feito exame e ele testou negativo.

Agora ela revive o dilema, mas com a mãe que tem 83 anos. No sábado, 29 de agosto, a idosa foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com suspeitas de COVID-19, o quadro piorou e ela foi transferida para o Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC).


No domingo (30) a equipe de saúde colheu sangue da paciente para realizar os testes e desde então ninguém da família havia sido contatado com notícias da idosa.

Joana D’Arc apenas queria saber como a mãe estava, pois como há suspeitas da doença, ela está internada na ala restrita, portanto impedida de receber visitas. Ela conta que ninguém do hospital entrou em contato com os filhos e já são três dias sem nenhuma notícia:


Joana D’Arc Altivo
joanadarcalthosp1

A filha da paciente conta ainda que a mãe é debilitada e está sofrendo sozinha no HNSC. Ela recebeu a ligação de um médico após chamar a imprensa paraminense para realizar a reportagem e mesmo assim ele não passou nenhuma informação sobre a mãe:

Joana D’Arc Altivo
joanadarcalthosp2

O Portal GRNEWS entrou em contato com a assessoria de comunicação do Hospital Nossa Senhora da Conceição que concordou que realmente houve falha de comunicação entre a equipe médica e a família da paciente.

Nestas situações, quando o paciente está na ala restrita e não recebe visitas ou acompanhantes, o médico ou a assistente social ficam responsáveis por dar notícias à família ao menos uma vez ao dia.

No caso da mãe da Joana D’Arc houve a falha de comunicação, mas ainda nesta quinta-feira, 3 de setembro, o médico ligou e comunicou sobre a situação da mãe. A idosa está bem, testou negativo para COVID-19 e foi transferida para a ala médica. Portanto, já pode ter um acompanhante e ser visita pela família.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!