Vereadora detalha andamento de CPI’s que investigam Paraprev e pagamentos indevidos na Câmara

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Câmara de Vereadores de Pará de Minas realiza investigações em duas Comissões Parlamentar de Inquérito (CPI) abertas. Solicitadas pelas vereadora Márcia Marzagão (PSDB), a primeira investiga o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Pará de Minas (Paraprev) e a outra é interna, analisado situações administrativas em gestões anteriores na Câmara Municipal.

Durante participação no Papo com Geraldo Rodrigues – PGR – programa exibido de segunda a sexta-feira, de 13 às 15 horas no canal grnewsnoticias no Youtube, a vereadora falou sobre as duas CPI’s que prosseguem na Câmara.

Na que investiga possíveis irregularidades no Paraprev, Márcia Marzagão destaca o motivo pela demora no início do trabalho. Cita ainda que uma assessoria jurídica também ajudará a comissão para evitar problemas:

Márcia Marzagão
marciamarzcpis1


Antes mesmo de contratar a assessoria jurídica, os membros solicitaram documentos à diretoria do Paraprev, que enviaram no prazo determinado. Esta documentação está em análise:

Márcia Marzagão
marciamarzcpis2

Funcionários também já foram ouvidos pela comissão, que em breve vai ouvir com a diretoria do instituto:

Márcia Marzagão
marciamarzcpis3

Outra CPI em andamento na Câmara é a que investiga recebimento indevido de dinheiro público, atuação da Controladoria Geral, da Procuradoria e Procuradoria Adjunta do Legislativo paraminense.

Uma assessoria jurídica também foi contratada para ajudar a comissão na investigação que vai ouvir pessoas e analisar documentos:

Márcia Marzagão
marciamarzcpis4

A vereadora também expôs seu entendimento sobre o motivo pelo qual dois vereadores não poderem fazer parte da CPI como membros, mas estão autorizados a participar dos encontros normalmente como vereadores:

Márcia Marzagão
marciamarzcpis5

Sobre a formação da CPI, ela destaca ainda que os partidos estão representados e houve proporcionalidade:

Márcia Marzagão
marciamarzcpis6

As duas comissões tem prazo de 180 dias para apurar todos os fatos e apresentar os relatórios com as conclusões.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!