Aumenta furto de gado na região de Pará de Minas e Polícia Militar intensifica combate ao crime

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Um dado que infelizmente vem crescendo na região de Pará de Minas é o número de cabeças de gado bovino furtadas. Quase que semanalmente, a assessoria de comunicação Polícia Militar envia a imprensa dados de animais levados das propriedades para serem divulgados e assim ter mais chances de serem encontrados. É que através de denúncias, a PM consegue localizar material e até animais furtados e roubados.

Para tentar ao menos coibir a prática, a Polícia Militar está intensificando o patrulhamento especialmente na zona rural. Além de estar mais frente a frente com o produtor, são realizadas blitz e ações educacionais. Sem contar os trabalhos de conscientização feitos diretamente com a população da importância da denúncia anônima.

O assessor de comunicação institucional da 19ª Companhia Independente de Polícia Militar, sargento Paulo Roberto Giardullo Pinto, disse ao Portal GRNEWS, que com a intensificação das ações, os militares tem feito apreensões importantes nas últimas semanas:

Paulo Roberto Giardullo
paulorobertofurtogad1


O produtor rural e até mesmo o transportador deste tipo de carga devem ficar sempre atentos. Em todas as situações eles devem portar alguns documentos. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), desde março de 2006, em qualquer via de trânsito a apresentação de documentação é obrigatória.

O documento oficial para transportar animais no Brasil é a Guia de Trânsito Animal (GTA), retirada em Minas Gerais em qualquer escritório do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Nela, há informações sobre o destino e condições sanitárias, além da finalidade do transporte animal.

Quando o condutor do veículo não possui a GTA, os órgãos de segurança precisa reter a carga para averiguação, como aconteceu recentemente na rodovia BR-262, próximo a Pará de Minas. De acordo com a Polícia Militar, houve denúncias e um caminhão foi abordado na entrada da cidade.

Paulo Roberto Giardullo
paulorobertofurtogad2

Quanto a averiguação do gado de origem duvidosa, citado nas informações repassadas anteriormente pela Polícia Militar, a Polícia Civil confirmou o que foi dito pelo empresário no dia da apreensão. Tanto que o gado já foi liberado para o proprietário de um frigorífico para abate na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!