Nível de reservatórios cai e água do rio Paraopeba garante abastecimento de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

reservatorio_paivas010916b
A situação dos mananciais em toda a região de Pará de Minas e municípios vizinhos é crítica. Nas áreas rurais os córregos e nascentes secaram ou diminuíram de maneira absurda o volume de água.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O quadro ficou pior no mês de agosto, além da seca, muitos hectares de vegetação e mata, foram destruídos pelas labaredas dos incêndios florestais. Em apenas um registrado no último fim de semana que destruiu 20 hectares em propriedades localizadas ás margens da BR-352, perto do entroncamento com a BR-262. As matas ciliares de muitas nascentes também foram consumidas pelas chamas.

reservatorio_paivas010916c
Há meses também constata-se que os dois lagos existentes nas proximidades da rotatória existente confluência da avenida Presidente Vargas com rodovia BR-352 estão secos, totalmente vazios. Até os patos que ficavam no local sumiram.

reservatorio_paivas010916
O cenário crítico atingiu o córrego dos Paivas e o ribeirão Paciência. O volume de água nos reservatórios destes dois mananciais caiu consideravelmente, devido a quantidade insuficiente de chuvas para manter o nível de água satisfatório nestas bacias.

Sem água suficiente no córrego dos Paivas e no ribeirão Paciência, a população está sendo abastecida pela água captada pela adutora do rio Paraopeba.

reservatorio_paivas010916a
Na tarde desta quinta-feira, 1º de setembro, o superintendente da Concessionária Águas de Pará de Minas, Thiago Contage Damaceno, falou do assunto e disse que apesar do cenário preocupante nos mananciais, a população pode ficar tranquila, que o abastecimento de água está garantido:

Thiago Contage Damaceno
thgcntdmsc1

Thiago Contage Damaceno também lembrou que há cerca de um ano estava no mesmo local e as bombas também estavam desligadas. Porém, naquela época a adutora do rio Paraopeba ainda não estava pronta. Um ano depois as bombas do reservatório dos Paivas estão desligadas novamente, porém, há quase 12 meses que a captação está sendo feita no sistema Paraopeba para abastecer a cidade:

thiago_contage_damaceno010916
Thiago Contage Damaceno
thgcntdmsc2

O superintendente também afirma que no rio Paraopeba tem água suficiente para garantir o abastecimento de Pará de Minas conforme previsto no Plano Municipal de Saneamento Básico, apesar de dezenas de municípios captarem água no mesmo manancial. Ele reafirma que o problema da falta d’água no município está totalmente superado:

Thiago Contage Damaceno
thgcntdmsc3

Mesmo com água suficiente para abastecer a população paraminense, Thiago Contage Damaceno, em todas as regiões da cidade nota-se que as pessoas continuam desperdiçando água. Ele reforça a importância de todos consumirem a água de maneira consciente:

Thiago Contage Damaceno
thgcntdmsc4

A água transportada por 28 quilômetros da rede adutora do Sistema Paraopeba está abastecendo a Estação de Tratamento de Água (ETA), localizado no bairro Nossa Senhora das Graças desde a tarde da terça-feira, 6 de outubro de 2015.

reservatorio_paivas010916a
Naquele dia histórico para a população que sofreu muito e sem merecer devido ao intenso racionamento de água, parte do volume inicial que chegou foi descartada. É o que a concessionária caracterizou como descarga, porque esta água acaba carregando resíduos de terra e outros materiais que possam ter ficado dentro da tubulação.

A rede adutora do Sistema Paraopeba foi inaugurada oficialmente com uma grande festa no dia 7 de outubro de 2015. A tubulação foi instalada em um trecho de 28 quilômetros composta por tubos de 6 metros de comprimento. Foram instalados aproximadamente 4.700 tubos ao longo da adutora.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!