Vamos trabalhar para minimizar, acabar não acaba, diz secretário sobre poluição provada pela SIP

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em janeiro de 2019 muitos paraminenses se alegraram pela inauguração da Siderurgia Industrial de Pará de Minas (SIP), ex- CISAM Siderurgia S.A, que após anos fechada, foi reaberta gerando imediatamente cerca de 100 empregos diretos. Agora, 20 meses depois de reaberta, são cerca de 150 funcionários que atuam no setor de produção de ferro gusa.

Se por um lado a reabertura da siderúrgica gerou empregos diretos e indiretos, melhorando até mesmo a economia da cidade, por outro, os moradores próximos reclamam cada vez mais da poluição gerada pela empresa.

O Portal GRNEWS já publicou reportagens a respeito do assunto, assim como toda a imprensa de Pará de Minas, e mesmo assim a poluição ambiental continua. Quase que diariamente a reportagem do Portal GRNEWS recebe manifestações de quem mora próximo à empresa. Eles questionam se a SIP realmente utiliza os filtros exigidos pelos órgãos ambientais e dizem que a noite a situação piora.


As donas de casa então reclamam o tempo todo. Basta limpar a casa e em poucas horas os móveis estão sujos com o pó preto novamente. Sem contar a fumaça, que em alguns momentos tampa até mesmo a visão.

Há pouco mais de um mês o secretário Municipal de Meio Ambiente, Agronegócio e Desenvolvimento Rural José Hermano de Oliveira Franco se reuniu com a diretora da empresa. Como foi feito um acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) através da Comarca de Pará de Minas, foi apresentado ao Município um planejamento para melhoria da situação.

Segundo o secretário, outra reunião foi realizada na semana passada e investimentos feitos pela siderúrgica já melhoraram em partes a poluição:


José Hermano de Oliveira Franco
josehofsip1

O Portal GRNEWS teve acesso ao parecer da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável datado de 17 de janeiro deste ano. O documento de 47 páginas apresenta a proposta de Revalidação da Licença de Operação para a SIP.

A situação, segundo consta no parecer, é pelo indeferimento mas várias licenças foram concedidas.

Como o funcionamento da siderúrgica fica sob responsabilidade do governo estadual, o poder público municipal não tem condições por exemplo de multar, mas apenas sugerir melhorias, como tem sido feito.

Uma sugestão feita à Secretaria de Meio Ambiente por moradores e até órgãos, foi pela retirada da SIP do bairro JK para o Distrito Industrial, mas segundo José Hermano de Oliveira Franco não é possível:

José Hermano de Oliveira Franco
josehofsip2

Mensalmente acontecerão reuniões com a diretoria da SIP e moradores do entorno da siderúrgica para avaliar se os investimentos realmente tem sido efetivos na diminuição da poluição causada.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!