Aumento da demanda faz preço do leite subir e consumidores paraminenses já sentem no bolso

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Vários motivos são apontados como justificativa o aumento no preço do leite. Desde o mês de maio houve diminuição na produção de leite e isso gerou uma competição entre os laticínios brasileiros. Se há demanda maior, o valor obviamente sobe e a média registrada em junho foi de 9,8%.

Esta diminuição na oferta se deve a vários fatores. Desde o período de estiagem que diminui as pastagens à pandemia, que forçou produtores rurais venderem o gado ao invés de produzir leite. Além disso, há os insumos que tiveram preço reajustado durante este período. Este aumento acontece todos os anos entre abril e setembro, porém em 2020 atingiu médias históricas.

E não foi só o preço do leite que subiu. Os derivados também já mexem no bolso do consumidor. A muçarela foi o produto que mais valorizou neste período. Se antes o quilo era vendido a R$ 17,00, hoje chega a R$ 27,00.

Ao Portal GRNEWS o produtor rural Milton Guimarães explica que o preço dos insumos realmente fez com que aumentasse o valor do litro de leite. Porém, mesmo com este reajuste, o produtor não tem lucrado tanto, pois os valores pagos pela soja, milho e outros produtos estão altos:


Milton Guimarães
miltonguiprecolei1

O que já estava caro pode subir ainda mais. O alerta foi feito por Milton Guimarães, que sinalizou que não há reserva de leite e a procura aumentou consideravelmente:

Milton Guimarães
miltonguiprecolei2

Quem esperava que o preço dos insumos fosse baixar nas próximas semanas se enganou. Segundo o produtor rural, a China tem importado tudo  e o produtor segura parte da produção para conseguir um preço ainda melhor:

Milton Guimarães
miltonguiprecolei3

Ele destacou ainda que o que segura o Brasil, mesmo em meio à pandemia, é mais uma vez o agronegócio:

Milton Guimarães
miltonguiprecolei4

Em Minas Gerais, segundo o Centro de Inteligência do Leite (CILeite) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o litro do leite spot, que é a negociação do produto pelas indústrias, foi vendido em fevereiro por R$ 1,58. No dia 14 de agosto chegou a R$ 2,56 e no último dia 21, foi comercializado a R$ 2,75. Variação de 8% em apenas 15 dias.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!