Idosos assistidos pelo Centro de Convivência recebem visitas de orientadores sociais durante quarentena

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Desde que se instalou a pandemia do novo coronavírus, o Centro de Convivência dos Idosos Senadora Júnia Marise, coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de Pará de Minas, paralisou as atividades. Por lá centenas de idosos participavam de oficinas, dança e atendimentos na área da saúde.

Mas devido à pandemia, hoje estes idosos estão em casa, já que são do grupo de risco. Porém continuam sendo assistidos. Um novo projeto teve início na última semana e os servidores visitam quem era mais frequente nas atividades oferecidas pelo Centro de Convivência.

A coordenadora do Centro de Referência em Assistência Social (CRA) Renê Vieira Leitão, Franciele de Lima, explica que o principal objetivo do projeto é manter o vínculo com estes idosos:

Franciele de Lima
francielelimprojetcc1


As primeiras visitas foram um sucesso. Há relatos de idosos que moram sozinhos e ficaram felizes em receber a visita de pessoas que eles conviviam quase que diariamente no Centro de Convivência. Quem também tem participado das visitas é a orientadora social Cleusa Moreira Januário. Segundo ela, a visita é feita com toda segurança:

Cleusa Moreira Januário
cleusamoreiraprojetcc1

Agenor Alves Filho ia todos os dias no Centro de Convivência mas a pandemia faz com que ele passe os dias em casa. Receber a visita, segundo ele, é uma valorização:

Agenor Alves Filho
agenoralvesprojetcc1

Os servidores que atuam no Centro de Convivência ligam ou mandam mensagens pelo WhatsApp diariamente para os idosos. Quem não tem acesso à internet ou não tem telefone é escolhido para a visita. São cerca de seis realizadas todas as semanas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!