Jovens seguem impulsionando propagação do novo coronavírus e dados preocupam autoridades

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) divulgou nesta semana, após observar números de mortes e casos, que os jovens impulsionam a disseminação do novo coronavírus nas Américas. A diretora Carissa Etienne disse que os governos precipitaram ao reabrir setores econômicos e após isso os números dobraram.

Além de dobrar o número de casos, segundo a OPAS, as mortes dispararam na mesma taxa de aceleração especialmente entre pessoas de 19 e 59 anos. Isto mostrou que os jovens é quem impulsionam na propagação da doença.

Pará de Minas segue esta mesma tendência como mostrou o Portal GRNEWS. Entre os casos confirmados até 18 de agosto, a faixa etária com maior numero de infectados era de 20 a 29 anos. Em seguida vinham os paraminenses entre 40 e 49 anos. E a situação se tornou mais preocupante quando casos foram registrados também em pré-adolescentes e adolescentes entre 10 e 19 anos.

Este último dado se mostrou preocupante já que segundo estudos recentes, crianças diagnosticadas com o novo coronavírus carregam uma carga viral maior que a encontrada em adultos hospitalizados. Após analisar crianças na faixa dos 10 anos, cientistas constataram que a carga viral deles era até três vezes maior que dos adultos, ou seja, com o corpo ainda amadurecendo, eles poderiam ter mais complicações e transmitir o vírus mais rapidamente para outras pessoas. Esta pesquisa citada foi realizada nos Estados Unidos mas confirma estudos realizado anteriormente no Reino Unidos e Coreia do Sul.

E infelizmente este impulsionamento na propagação do vírus pode ter chegado a Pará de Minas, já que a maioria dos jovens acreditam que são menos suscetíveis à doença. Todo fim de semana o Portal GRNEWS recebe dezenas de manifestações de paraminenses preocupados com a situação de bares, churrasquinhos e lanchonetes da cidade. Mesmo com a intensa fiscalização do Município, muitos insistem em permanecer abertos foram do horário decretado e com maior número de pessoas.

Além disso, naqueles bares menores, onde os frequentadores ficam do lado de fora do estabelecimento, é raro encontrar uma mesa vazia. São muitas pessoas em uma só mesa, bem próximas e sem usar máscaras. O equipamento é utilizado apenas pelos garçons e outros funcionários do estabelecimento.

Diante da situação, mais uma vez fica o alerta a todos. É preciso ficar atento às recomendações, usar máscaras e álcool em gel, além de manter o distanciamento social. Caso esteja com algum sintoma da COVID-19, em Pará de Minas ligue para o 0800 940 940 2 que um profissional da saúde irá orientar qual unidade o paciente deve procurar.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!