IMA de Pará de Minas realiza plantão para ajudar pecuaristas a declarar vacinação contra febre aftosa

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A febre aftosa é uma das doenças mais contagiosas e causa grandes perdas econômicas aos pecuaristas. Ela causa febre e aftas nos animais doentes e por ser rápida a contaminação, através da saliva, ar, leite e urina, todo o rebanho pode ser prejudicado.

Em 2018 a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) certificou o Brasil como país livre de aftosa mas mesmo assim campanhas ainda são realizadas para imunizar o rebanho e erradicar de vez a doença no país.

Em Minas Gerais a expectativa é que nos próximos anos a doença seja erradicada sem vacinação. Mas enquanto este período não chega, pecuaristas devem ficar atentos.

Devido a pandemia do novo coronavírus, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) prorrogou a primeira etapa da campanha este ano até hoje, 30 de junho. O prazo está terminando e na região de Pará de Minas, apenas 72,4% do rebanho foi imunizado, como mostrou balanço divulgado pelo Portal GRNEWS.

Já o prazo para o pecuarista declarar que imunizou todo o rebanho vai até 10 de julho. Também por causa da pandemia, as declarações são feitas por meio eletrônico, o que dificultou a ação de muitos produtores.

Para ajudá-los, o escritório seccional do IMA de Pará de Minas realizará um plantão especial, como contou ao Portal GRNEWS o chefe Lucas Silva Jardim:

Lucas Silva Jardim
lucassilvaplantao1


O escritório do IMA de Pará de Minas funciona nas dependências do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz. O plantão será realizado de 1º a 10 de julho, de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 11h30 e 13h às 17 horas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!