Rede de atenção básica à saúde de Pará de Minas e mais 10 municípios recebem equipamentos e capacitação de servidores

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Vale enviou ao Portal GRNEWS informações sobre o Programa Ciclo Saúde, iniciativa da mineradora implementada desde 2019 para fortalecimento da Rede Municipal de Atenção Básica.

O programa foi ampliado para mais oito municípios impactados e beneficiará Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Pará de Minas, Itabirito, Barão de Cocais, Nova Lima (São Sebastião das Águas Claras), São Joaquim de Bicas, Paraopeba, Pompéu e Inhaúma. Estes municípios receberão novos equipamentos para atenção primária de saúde da população.

A iniciativa da Vale, implementada desde 2019, faz parte do Ciclo Saúde, programa que busca equipar as UBSs, além de oferecer capacitação aos profissionais de saúde da Atenção Básica locais. Até então os municípios atendidos eram Brumadinho, Sarzedo e Mário Campos. Com os novos, a Vale passa a impactar positivamente 11 localidades.

Serão atendidas, ao todo, 71 UBS’s nesses municípios, além de capacitados mais de 1,2 mil profissionais ao longo do programa.

O Ciclo Saúde atua em três principais frentes. O eixo “Equipagem” contempla o fornecimento de instrumentos e mobiliários para fins de aperfeiçoamento do diagnóstico e da prática clínica, aumentando a resolutividade nos atendimentos e o cumprimento do direito à saúde nos territórios. O eixo “Promoção e Educação em Saúde” qualifica multiplicadores e profissionais de saúde que atuam nas equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) em temas de atenção, prevenção e promoção da saúde. O eixo “Apoio à Gestão da Atenção Básica” reforça a capacidade da gestão local (Secretarias Municipais de Saúde), incluindo o aperfeiçoamento dos processos de trabalho e das práticas implementadas, bem como o apoio à informatização e à gestão integrada da informação para suporte, controle e organização dos serviços.

“Composto por técnicas de mapeamento, planejamento, elaboração e avaliação de ações participativas, o Ciclo Saúde envolve diferentes atores sociais no reconhecimento dos territórios, seus desafios, recursos locais e análises de dados. Sua metodologia também apresenta interfaces integradas, que valorizam a produção local de informações e a percepção dos moradores aos assuntos tratados”, afirma Juliana Bahia, responsável pelo Ciclo Saúde na área de Reparação da Vale.

As UBS’s dos três primeiros municípios atendidos já receberam 2001 novos equipamentos tecnológicos (computadores, tablets e roteadores), mobiliário (cadeiras, longarinas, mesas, projetores, televisores e ventiladores) e itens voltados ao atendimento à saúde, a exemplo de macas, termômetros, nebulizadores, estetoscópios, oxímetros, nebulizadores e cadeiras odontológicas.

Foram realizadas 32 oficinas, envolvendo 47 UBS’s e capacitando 430 profissionais, entre médicos, enfermeiros, psicólogos, dentistas, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos e outros.

A Vale reconhece a responsabilidade em reparar de forma célere e justa os danos causados às famílias, à infraestrutura das comunidades e ao meio ambiente de Brumadinho e região. Desde o rompimento da Barragem I, tem realizado diversas ações para mitigar, reparar e ressignificar as vidas das pessoas e as comunidades impactadas.

Números Programa Ciclo Saúde até agosto de 2020
47 Unidades Básicas de Saúde atendidas pelo programa da Vale em Brumadinho, Sarzedo e Mário Campos

2.001 equipamentos entregues

430 profissionais de saúde capacitados

276 horas/aula de capacitação em 32 oficinas presenciais e remotas

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!