Como deve ser a alimentação de quem ficou longe da academia por meses e vai voltar agora? Nutricionista explica

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) provocou o fechamento das academias de ginástica durante muito tempo. Isso afastou os frequentadores que estavam habituados à prática de exercícios físicos.

Em Pará de Minas, por exemplo, as academias ficaram fechadas por um longo período e depois receberam autorização para funcionar com restrições. Outra decisão determinou o fechamento novamente.

Por esta razão, no dia 10 de agosto os educadores físicos de academias paraminenses foram às ruas protestar. Afirmaram durante a manifestação que esporte é saúde e cobraram a reabertura, já que outros segmentos que geram aglomeração como os bares estavam autorizados a funcionar.

A manifestação deu resultado e no dia 14 de agosto, o Município publicou o Decreto nº 11.226/2020, autorizando a reabertura das academias, desde que funcionem para atendimento individualizado e por agendamento, além de seguir as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde, como limitação do acesso de alunos a cada 20 m² por pessoa, aulas de 50 minutos, uso de mascaras e álcool em gel, higienização das mãos e do local, e janelas abertas.

Com a reabertura das academias muitos ainda estão receosos de retomar as atividades ou mesmo sem condições financeiras de arcar com os custos porque perderam o emprego ou renda por causa da pandemia.

Mas tem uma parcela considerável de pessoas que está pensando em retomar a rotina de treinos nas academias. Como ficaram parados durante meses questionam se existe algum tipo de alimentação indicada neste recomeço.

Este assunto foi abordado pela nutricionista Roberta Zaia Mantovany que participou ao vivo do programa Papo com Geraldo Rodrigues – PGR – apresentado de segunda a sexta-feira, das 13 às 15 horas, pelo Portal GRNEWS, no canal do Youtube grnewsnoticias (Assista AQUI). Durante o programa todos podem participar com mensagens através do canal no Youtube ou pelo WhatsApp (37) 99915-0644.

A especialista respondeu que a alimentação está condicionada ao tipo de treino que a pessoa realiza na academia e repassou orientações para quem está retomando a prática de exercícios físicos:


Roberta Zaia Mantovany
robertaacademia1

Por outro lado ela fez um alerta. Ninguém deve comer demais antes de praticar exercícios físicos, mas realizar estas atividades de barriga vazia também não é indicado. É preciso se alimentar de maneira adequada e equilibrada:

Roberta Zaia Mantovany
robertaacademia2

Outra dica importante é seguir as orientações do educador físico na hora de se exercitar nas academias. Não é porque ficou meses parado que vai se esforçar nas séries além do recomendado. Essa atitude pode causar lesões musculares, entre outras.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!