Situação da saúde é preocupante: falta gestão eficiente, recursos e qualificação para evitar retrabalho

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O resumo deste cenário preocupante foi feito pelo secretário municipal de Cultura e Comunicação Institucional Paulo Duarte, que também responde interinamente pela Secretaria Municipal de Saúde. Ele participou na noite desta segunda-feira, 27 de março, da reunião semanal Ordinária da Câmara Municipal de Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Ele esteve na sede do Legislativo paraminense para cumprir uma obrigação legal de apresentar aos vereadores, também aos cidadãos, o relatório referente às ações no setor de saúde do município. Os dados foram demonstrados por Cristiane dos Santos Paulino, especialista em Odontologia e referência Técnica do Sistema de Monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde de Pará de Minas.

Mesmo ocupando a pasta interinamente há uma semana, Paulo Duarte, foi bastante objetivo ao se manifestar sobre a saúde em Pará de Minas. Confirmou que a situação é muito preocupante, apesar de o município investir na área um porcentual maior ao que é exigido por lei:

Paulo Duarte
pauloduarterelatoriosaude1

Levantamento feito indica que 65% da população precisa do Sistema Único de Saúde (SUS), exigindo gasto aproximado de 32% do orçamento municipal. Paulo Duarte disse que é difícil fechar a conta, pois, se de um lado o investimento consome boa parte da receita, de outro esse montante representa pouco mais R$ 2,20 por habitante, o que em se tratando de saúde é muito pouco:


Paulo Duarte
pauloduarterelatoriasaude2

Ele entende que é preciso uma gestão mais eficiente para conseguir superar as dificuldades enfrentadas na área de saúde, para continuar atendendo a população paraminense. A informatização do sistema e o controle dos números são prioridades para tentar melhorar os serviços e acabar com retrabalho na saúde:

Paulo Duarte
pauloduarterelatoriasaude3

Paulo Duarte também defende melhor qualificação dos profissionais que atuam na saúde. Cita que parte do sistema informatizado vem funcionando paralelamente ao serviço manual que não deixou de ser feito. Com isso os dados não são fidedignos. Citou exemplos de determinados procedimentos para os quais existe uma fila enorme de usuários, mas ocorre de pessoas serem contatadas, e dizerem que já foram atendidas. Entretanto, o nome dela continua na fila daqueles que aguardam pelo serviço:

Paulo Duarte
pauloduarterelatoriasaude4

Entre as principais demandas a serem atendidas pela Secretaria Municipal de Saúde de Pará de Minas estão as cirurgias eletivas e consultas médicas com determinados especialistas, como oftalmologista. Há anos que pessoas aguardam para tratar problemas de visão, mas a rede pública de saúde do município não conta com este profissional. Também existe demanda reprimida para vários outros procedimentos e consultas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!