Concluída primeira fase da licitação para construir prédio do novo fórum de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Pará de Minas aguarda há anos um novo espaço para abrigar o Fórum Desembargador Pedro Nestor. Quem frequenta o prédio localizado no Centro de Pará de Minas, sabe das limitações do imóvel histórico, que não é acessível e hoje não mais comporta a quantidade de serviços oferecidos pela justiça mineira.

Em janeiro de 2019 foi anunciada a construção do novo fórum no bairro Cores de Minas, mas em setembro as obras foram paralisadas devido a construtora que havia vencido a licitação ter infringido o contrato de acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Desde então a expectativa é grande pela retomada das obras. Como o Portal GRNEWS tem acompanhado todo este processo desde o início, no início de novembro uma reportagem mostrou que a nova licitação tão aguardada havia sido publicada.

O Portal GRNEWS apurou que cinco empresas do setor demonstraram interesse em construir o prédio. Os envelopes com as propostas financeiras e a documentação foram apresentados nesta quinta-feira, 26 de novembro. Participam do certame a Construtora Gomes Pimentel Ltda., Base Construções e Incorporações Eireli, Alcance Engenharia e Construção Ltda., GCE S/A, e Salver Construtora e Incorporadora Ltda.

De acordo com o TJMG, todos os envelopes foram abertos e a Comissão de Licitação encaminhou os documentos de habilitação para a equipe da Assessoria Técnica e Jurídica para Gestão Predial (ASPRED) para análise e parecer sobre a qualificação das empresas. Assim que houver um posicionamento destes técnicos, as propostas financeiras serão avaliadas e em seguida escolhida a empresa que oferecer o melhor preço para executar o serviço.

Perspectiva do novo Fórum da Comarca de Pará de Minas – TJMG/Divulgação

Novo fórum
O projeto conta com cinco pavimentos e capacidade para abrigar nove varas, Juizado Especial e Centro Judiciário de Solução de Conflito e Cidadania (Cejusc). O edifício terá área construída de 7.049,98 m², distribuída em quatro pavimentos e um subsolo.

No subsolo será a acomodação da subestação, depósito de materiais apreendidos, vestiários e estacionamento. No primeiro pavimento a acomodação, central de guias, salão de júri, protocolo, conciliação, defensoria pública e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

No segundo pavimento terá três varas do Juizado Especial, setor psicossocial, oficiais e a central de mandados.

Outras quatro varas serão acomodadas no terceiro pavimento, e o quarto terá duas varas e o arquivo.

Uma guarita também será construída, junto ao bicicletário e um estacionamento para motos. No de veículos serão 100 vagas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!