Black Friday: maioria dos consumidores com mais de 60 anos estão fazendo compras online pela primeira vez

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Black Friday 2020 está movimentando o comércio online. Conforme publicado pelo Portal GRNEWS, em Pará de Minas boa parte dos consumidores assumem a opção por comprar pela internet atraídos pelas promoções imperdíveis. Esses paraminenses também levam em conta a comodidade e também a segurança. Em tempos de pandemia do novo coronavírus, muitos evitam frequentar as lojas físicas com medo de serem contaminados, apesar de os lojistas seguirem os protocolos sanitários. O movimento também é grande por parte dos funcionários dos Correios e de outras empresas transportadoras que se desdobram para entregar as encomendas por todas as regiões de Pará de Minas.

Mas a tendência de compras online está se tornando uma realidade em todo o Brasil. Uma pesquisa que acaba de ser divulgada mostra que até mesmo as pessoas com mais de 60 anos estão optando por comprar sem sair de casa, por conforto, economia e prevenção contra o novo coronavírus.

A principal temporada de compras para o varejo está cada vez mais próxima, a Black Friday 2020 tem expectativas elevadas, afinal, os números são surpreendentes e mostram que essa será uma edição histórica. De acordo com levantamento da Loja Integrada – plataforma gratuita para criação de lojas virtuais – 72% dos pequenos varejistas estão otimistas com a data, além disso, entre os meses de março e maio, foram movimentados R$ 415 milhões em vendas – 377% mais que a Black Friday 2019.

Com os acontecimentos deste ano, a tendência, desde março, e todas as mudanças demonstram um novo comportamento do consumidor. Em outro levantamento, a empresa pode perceber que 108% dos consumidores que estão fazendo compras online pela primeira vez são pessoas com mais de 60 anos. “Com a pandemia, a digitalização do varejo foi imediata. Até os públicos mais tradicionais (acima de 60 anos) mantiveram um consumo alto de compras pela internet. As pessoas estão mais propensas a consumir ofertas em e-commerces e, para muito varejista físico, a internet tem sido a solução esse ano.” explica Pedro Henrique Freitas, CEO da Loja Integrada.

A digitalização proporciona oportunidade para quem quer vender e para quem quer comprar. Por isso, o executivo do e-commerce preparou algumas dicas importantes para quem deseja comprar pela primeira vez na Black Friday:

Sites seguros
Com uma grande parcela de idosos comprando pela primeira vez, é preciso estar em alerta se o site é realmente confiável para realizar uma compra. Apesar de uma boa apresentação e estrutura na página, observe alguns detalhes: verifique a lista de sites não confiáveis do Procon, confira se o site contém o cadeado em frente ao endereço, verifique o nome do site e faça pesquisas de reputação.

Meios de pagamento
Em temporadas de compras, muitos sites acabam aproveitando a oportunidade para enviar ao e-mail boletos falsos de compras que muitas vezes não foram realizadas. Entre as escolhas para pagamento, opte por cartões de crédito, atualmente existem algumas opções de cartões virtuais, ou seja, ele é utilizado apenas para aquela compra. Após o uso o cartão não ficará mais válido, isso evita possíveis golpes e clonagens. Caso exista algum problema com a compra, a utilização do cartão permite uma resolução mais rápida do problema direto com a central.

Preços dos produtos
Se existir o desejo de um produto específico, aproveite os dias anteriores para pesquisar quais os preços que estão sendo ofertados. Dessa forma, será possível analisar se as ofertas oferecidas estão dentro da proposta esperada. No dia das promoções, procure o mesmo produto em diversas empresas do mesmo departamento para entender qual a melhor escolha.

Idosos no empreendedorismo
Falando em tendência pela internet, um público que ganhou atenção foram os idosos. Em pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor em parceria com o Sebrae, mostra que a proporção de donos de negócios com 65 anos é 7% do total no Brasil, alcançando cerca de 2,2 milhões de empreendedores.

“O que podemos perceber é que o setor de e-commerce passou a oferecer mais competitividade, além de abrir um leque de opções para quem deseja se tornar um novo lojista. Desejamos que seja possível sair da zona de conforto, no caso dos lojistas com mais de 60 anos, é muito válido que o empreendedorismo seja realizado por todos”, comenta o executivo.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!