Agentes encerram mutirões de limpeza previstos para Janeiro visando reduzir infestação do transmissor da Dengue

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A preocupação com o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue e outras doenças aumentou após a divulgação do resultado do primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) realizado neste mês de Janeiro em Pará de Minas.

Os agentes de Combate a Endemias visitaram aproximadamente 1.800 imóveis que foram sorteados pela Gerência Regional de Saúde (GRS) sediada em Divinópolis e o resultado apontou índice de infestação de 2,4% do mosquito transmissor da Dengue.

No LIRAa realizado em Outubro de 2018 esse índice havia saltado de 1,3% para 2%. Importante ressaltar que o Ministério da Saúde preconiza que os municípios devem manter este índice abaixo de 1% para afastar o risco de epidemia da doença.

Para melhorar estes números a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde e gerência de Combate a Endemias, vem realizando mutirões de limpeza semanais nos bairros da cidade desde Dezembro de 2018.

No cronograma definido para este mês de Janeiro as equipes recolheram materiais nos bairros Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora de Lourdes, Dom Bosco, Jardim das Piteiras 1 e Jardim das Piteiras 2.

Nesta quinta e sexta-feira, dias 24 e 25 Janeiro, as equipes fecham o ciclo previsto para o mês com o mutirão de limpeza no bairro Providência e na Vila Maria. O objetivo é combater os focos do Aedes aegypti, pois o município com índice de 2,4% está em alerta geral para o risco de Dengue.

O gerente de Combate a Endemias Adailton Antônio Moreira reforça que o trabalho de recolhimento dos materiais inservíveis que possam acumular água teve inicio hoje (24) e será concluído nesta sexta (25). Portanto, ainda dá tempo para os moradores dessas comunidades colocarem os materiais para fora de suas casas para que as equipes possam recolher e dar a destinação correta:


Adailton Antônio Moreira
adailtonmutiraovila1

Ainda sobre o trabalho de combate ao mosquito transmissor da Dengue em Pará de Minas o Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) realizado na semana passada mostrou melhora na situação de vários bairros que estavam em situação crítica no levantamento anterior.

Isso pode ser resultado dos mutirões de limpeza e também da colaboração dos moradores de bairros como Prefeito Walter Martins Ferreira e do Residencial Cecília Meireles onde não foram encontrados focos do mosquito. No bairro São José, área nobre que tem o metro quadrado mais caro da cidade, o LIRAa de Outubro de 2018 apresentou um cenário pra lá de preocupante Porém, nesse novo levantamento foram encontrados apenas dois focos do Aedes aegypti naquela região.

Por outro em regiões com boa infraestrutura a situação piorou e muito, como os bairros Providência, São Luiz, Recanto da Lagoa e Vila Ferreira que apresentaram os piores resultados, contribuindo para o aumento do índice de infestação do mosquito.

O cronograma de mutirões de limpeza previsto para o mês de Fevereiro ainda não foi divulgado. Mas a Secretaria Municipal de Saúde já declarou que pretende continuar com este trabalho preventivo e recolher materiais que possam acumular água em todos os bairros de Pará de Minas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!