Campo do Rio Branco apresenta muitos problemas estruturais e vereador teme tragédia no período chuvoso

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Um dos principais estádios de Pará de Minas está hoje praticamente abandonado, traz riscos a quem frequenta e até mesmo a quem mora próximo. O Estádio Edson Campolina mais conhecido como Campo do Rio Branco foi inaugurado em 1964 e foi palco de grandes competições.


Já recebeu jogadores do Clube Atlético Mineiro quando mais de quatro mil paraminenses pagaram ingresso pra ver os ídolos do esporte de perto. Teve também seleção árabe jogando no estádio.


Mas infelizmente os dias de glória ficaram no passado. Por falta de manutenção, aos poucos, o campo está se deteriorando. Arquibancadas cedendo, com mato e degraus arrancados, as janelas dos vestiários não tem mais vidro, ao redor do estádio só se vê mato e o perigo maior está nos muros, que estão caindo, segundo moradores próximos.


A situação também tem sido analisada há meses pelos vereadores que querem uma solução para o local antes que uma tragédia aconteça.


O vereador Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB) teme os problemas que podem ocorrer no local assim que iniciar o período chuvoso:


Ênio Talma Ferreira de Rezende
eniotalmacamprb1


Ênio Talma destaca ainda a tradição do Campo do Rio Branco, onde centenas de pessoas frequentavam o local para assistir as partidas e torcer para o time da casa, o Rio Branco:

Ênio Talma Ferreira de Rezende
eniotalmacamprb2


A sugestão dos vereadores é para que a diretoria do Rio Branco repasse o estádio para a Prefeitura de Pará de Minas, que poderá reformar o local e em seguida ceder o uso ao clube novamente.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!