Pará de Minas registra dois casos diários de Dengue; média é a maior entre municípios da região

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Portal GRNEWS vem acompanhando de perto a evolução das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Ainda na primeira semana de fevereiro, os números de casos prováveis de Dengue, Febre Chikungunya e Zika vírus já ligaram o sinal de alerta em muitas cidades mineiras.

Novo boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) mostra que a situação continua complicada. Em todo o estado já foram registrados 5.716 casos prováveis de Dengue, sendo que 1.582 foram confirmados. Três óbitos em decorrência da doença estão em investigação e um foi confirmado.

Quanto à Chikungunya, já são 1.118 casos suspeitos, 272 confirmados e nenhum óbito em investigação.

Em relação ao Zika vírus, são 62 registros e quatro confirmações da doença.

Para o Estado, após monitoramento dos indicadores, a macrorregião Oeste é considerada como médio risco.

O Portal GRNEWS apurou que em Pará de Minas já foram registrados 97 casos prováveis de Dengue, número considerado alto já que o boletim é dos primeiros 46 dias do ano. Isto representa, em média, dois casos suspeitos por dia na cidade.

A situação em Pará de Minas fica ainda pior quando é comparada a municípios da região. Itaúna por exemplo, registrou apenas quatro casos suspeitos até agora. Divinópolis, cidade bem maior com mais que o dobro da população, tem 49 registros prováveis de Dengue. Nova Serrana, também do mesmo porte de Pará de Minas, tem 15 casos notificados.

O Município de Pará de Minas iniciou ações para combater o mosquito Aedes aegypti mas a população tem que fazer sua parte. Cada morador é responsável pelo seu imóvel e pra isso é preciso limpar, não deixar água parada e eliminar qualquer foco do mosquito.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!