Paraminenses reclamam dos aumentos no preço dos combustíveis e buscam alternativas para abastecer os veículos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O aumento constante dos preços dos combustíveis no Brasil tem revoltado os condutores de veículos. A gasolina por exemplo, acumula alta de 34% só em 2021. Já o diesel, de 27% em 50 dias.

O governo federal prometeu suspender os impostos federais por dois meses para baixar o preço do diesel, mas o condutor de veículos a álcool ou gasolina continuará pagando alto valor pelo litro.

Se antes completar o tanque era algo comum pra alguns, hoje é raro quando o motorista chega no posto e enche tudo. O preço lá nas alturas fez o corretor de imóveis Vanderlei Soares Pereira dar uma pisada no freio e rodar menos:


Vanderlei Soares Pereira

vanderleispprecgasolin1

O mototaxista Tadeu Aparecido também está sofrendo na pele os aumentos constantes. Para abastecer a motocicleta o jeito é ir revezando entre gasolina e etanol, ou até mesmo os dois juntos, pra ver se rende:


Tadeu Aparecido

tadeuaparprecgasolin1

Simão Júnior é motorista de aplicativo e já sente os reflexos da alta da gasolina. No final do mês, o lucro é bem menor:


Simão Júnior

simaojunprecgasolin1

Desde janeiro já são três reajustes no preço do diesel e quatro no da gasolina. O governo federal prometeu um congelamento nos impostos do diesel pelos próximos dois meses para analisar o que pode ser feito para baixar os valores.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!