Prefeito diz que Horizonte Têxtil pode ser reativada; sindicalista afirma que situação não será resolvida tão cedo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Conhecida como uma das maiores tecelagens do Brasil, a Horizonte Têxtil fechou suas portas em Pará de Minas em março de 2016. A empresa pertence ao grupo VDL, no mercado desde 1995 e possuía na cidade uma unidade para fiação e tecelagem.

Por causa da forte concorrência asiática e crise econômica ainda vivida no Brasil à empresa encerrou as atividades no município, mas a situação pode mudar.

Pelo menos foi o que afirmou o prefeito Elias Diniz (PSD) recentemente. Ele disse ter conversado com a diretoria da Horizonte Têxtil, que tem entre os membros o presidente do grupo Jayro Lessa, que também é empresário e ex-deputado estadual.

De acordo com o prefeito, que visitou em 2018 o parque industrial da empresa e viu de perto a estrutura do local que tem máquinas em bom estado de uso, a conversa foi proveitosa e houve a intenção do grupo em reativar a fábrica, movimentando assim o município gerando renda e emprego.

Diante da afirmação do prefeito Elias Diniz, a reportagem do Portal GRNEWS conversou sobre o assunto com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação e Tecelagem de Pará de Minas Neuler Ribeiro. O sindicalista diz que possibilidade vem sendo ventilada há tempos, mas prefere não encher de esperanças os trabalhadores têxteis. Pelo que ele sabe, esta situação não será resolvida tão cedo:


Neuler Ribeiro
neulerribeirohorizonte1

Neuler Ribeiro espera com ansiedade a possibilidade de reativar a indústria já que muitos trabalhadores sonham em voltar a prestar serviço na empresa:

Neuler Ribeiro
neulerribeirohorizonte2

O sindicalista lamenta o fechamento da empresa ocorrido em 2016. Segundo ele o grupo modernizou, adquiriu equipamentos novos e era referência, porém a crise fez com que as portas fechassem. A expectativa de Neuler Ribeiro é que o poder público facilite a reativação:

Neuler Ribeiro
neulerribeirohorizonte3

À época, a direção da empresa disse que fechou as portas por causa da concorrência desleal, especialmente da China. Neuler Ribeiro acredita que bons empresários são vistos nestes momentos de crise:

Neuler Ribeiro
neulerribeirohorizonte4

A Horizonte Têxtil tinha capacidade produtiva de tecelagem de 24 milhões de metros lineares por ano. Os produtos eram comercializados no Brasil, Uruguai, Colômbia, Paraguai, Chile, México e Argentina.

Caso seja reativada em Pará de Minas a expectativa é gerar 400 empregos diretos e indiretos.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!